UOL Testa: Celulares

Moto X4 não é perfeito, mas câmera dupla e preço competitivo agradam

Bruna Souza Cruz

Do UOL, em São Paulo

Preço competitivo, câmera dupla e reconhecimento automático de objetos a partir da captura das imagens. Se pudéssemos listar rapidamente os destaques positivos do Moto X4, sem dúvida seriam esses.

O mais recente modelo intermediário da Lenovo/Motorola foi lançado mundialmente em setembro durante a feira de tecnologia IFA, em Berlim, e chegou ao Brasil no mês passado. Se você acompanha mais de perto os lançamentos da marca, sabe bem que a linha X da Motorola andava sumida há um tempinho.

VEJA TAMBÉM:

De modo geral, o Moto X4 certamente pode se enquadrar naquela categoria de smartphones intermediários, mas com alguns recursos e design presentes nos top de linha.

Logo de início a tela de 5,2 polegadas e o corpo de vidro com acabamento "3D" na parte de trás, que dá uma sensação de curvas, chamam a atenção. Essa combinação deu um ar bem estiloso ao aparelho da Motorola.

Outros destaques positivos para o celular são as câmeras "inteligentes" e o bom desempenho da bateria.

O modelo traz uma câmera principal dupla com uma lente de 12 MP e outra de 8 MP. Com as lentes é possível dar aquele efeito de desfoque do fundo, dá para destacar o objeto ou uma pessoa no 1º plano da foto. Além disso, você consegue selecionar uma cor e tudo que for diferente dela fica preto e branco.

UOL
Efeito desfoque do fundo

UOL
Efeito imagem em preto e branco com objeto destacado

Em alguns momentos pode até dar a impressão que o desfoque do fundo é um pouco forçado demais, mas percebi que é mais uma questão de você ir regulando o efeito até a foto ficar boa para você.

Por ser um aparelho intermediário, os resultados das fotos tiradas com a câmera principal foram bem satisfatórios. Em geral, as imagens saíram bem nítidas, com as cores intensas e dificilmente ficaram borradas. Até aquelas fotos tiradas em movimento ficaram boas.

UOL
Foto tirada com luz ambiente

UOL

UOL
Foto diurna num dia nublado

A parte ruinzinha da câmera é que ela demora um pouco para processar as imagens. Então, se você precisar tirar várias numa sequência rápida, talvez o Moto X4 te irrite um pouco.

Mas o recurso que mais gostei em relação à câmera principal é o de reconhecimento automático de objetos e pontos turísticos por meio da captura de imagens. É só posicionar o celular e o sistema começa a fazer uma varredura online para oferecer informações sobre aquilo que você está capturando com a câmera

Na teoria, esse reconhecimento é super legal e o Moto X4 é compatível com ele. Mas saiba que nem sempre ele funciona, infelizmente. Essa função já aparece em aparelhos de outras marcas, como o o Samsung Galaxy Note 8 e sua Bixby Vision. 

Câmera de selfie com problema no foco?

A câmera de selfie na prática não é tão boa quanto a câmera principal. Apesar de ter 16 MP de resolução, a qualidade das imagens é "ok". A câmera até conta com alguns recursos extras, como selfie panorâmica (para mais gente caber em sua foto) e filtros divertidinhos (tipo Snapchat e Instagram), mas as fotos são medianas.

UOL

Inclusive, encontramos alguns internautas reclamando da câmera frontal, principalmente com problemas relacionado ao foco da lente. Ao invés de o celular focar no rosto da selfie, ele focava, por exemplo, em objetos que estavam no fundo da cena. Com isso, o rosto ficava desfocado.

Fizemos alguns testes aqui com o pessoal da equipe e percebemos que existe uma certa dificuldade e até uma lentidão no processamento da lente para conseguir focar um rosto ou objeto em primeiro plano, mas nem sempre as imagens tiradas com a câmera de selfie ficaram borradas.

Então, fica a dúvida: será que existe mesmo um problema técnico mais sério com a câmera ou ela só tem um foco pouco ágil mesmo (o que geralmente encontramos nos celulares mais básicos e alguns intermediários)?

Por tudo isso, talvez valha a pena você pesquisar melhor sobre essas reclamações.

Em resposta enviada ao UOL Tecnologia, a Motorola afirmou que está verificando as reclamações relacionadas ao possível problema com a câmera frontal, mas reforça que "todos os seus produtos são fabricados segundo rigorosos processos de controle de qualidade e primam pela inovação, design e praticidade".

Mais de um dia longe da tomada

Se para você um celular bom tem que ter uma bateria que dure o dia todo, o Moto X4 pode agradar. Ok, ele não conta com nenhuma super bateria, mas os seus 3.000 mAh dão conta do recado para um uso moderado (redes sociais, internet e um jogo ou outro). Facilmente, ele conseguirá ficar mais de um dia longe do carregador.

Para se ter uma ideia, numa certa manhã peguei o celular com 100% de bateria e deixei rodando vídeos no YouTube por 4h seguidas com conexão Wi-Fi. Logo depois, deixei tocando música por mais 1h, também com conexão Wi-Fi, com a tela ligada e brilho de 100%. No decorrer do dia, acessei redes sociais, tirei algumas fotos e naveguei na internet. Por volta das 22h, o celular ainda tinha 20% de bateria.

E o desempenho?

O desempenho do Moto X4 foi outro destaque positivo. Em nossos testes o modelo não travou em nenhum momento. O celular conta com um processador Snapdragon 630 com oito núcleos e 3 GB de memória RAM.

No teste que avalia a agilidade e eficiência do processador (usando o aplicativo Greekbench 4), o Moto X4 registrou 872 de desempenho médio em cada um dos oito núcleos e 4.131 em relação aos múltiplos núcleos.

Para efeito de comparação, o irmão mais velho Moto G5S Plus (a partir de R$ 1.011*) registrou 4.268 (múltiplos núcleos) e 844 (em cada núcleo).

O Moto X4 vem com 32 GB de memória interna, o que é comum dentro da categoria. Mas ele bem que podia ter vindo com mais espaço, já que o sistema operacional do celular ocupa quase a metade (Android 7.1 ocupa cerca de 13 GB). Se você quiser mais espaço, terá que comprar um cartão de memória. O modelo é compatível com até 2 TB.

E o preço?

Bom, o aparelho da Motorola chegou ao mercado nacional por R$ 1.699. O valor é sim um pouco salgado, mas se você tem interesse em comprar um smartphone com algumas características presentes nos celulares top de linha e não quer pagar os comuns R$ 3 mil ou R$ 4 mil, vale a pena dar uma olhada nele.

O legal é que algumas lojas estão cobrando bem menos por ele. Em uma rápida busca online encontramos o modelo por a partir de R$ 1.189*.

Outras características do Moto X4 são que ele tem resistência à água, tem um sistema que permite compartilhar suas músicas com até quatro dispositivos Bluetooth ao mesmo tempo e ainda tem leitor de digital, que é bem preciso.

Infelizmente, se você curte os Snaps (acessórios para o celular) da Motorola, o modelo não é compatível com eles.

Direto ao ponto: Moto X4

Tela: 5,2 polegadas (Full HD)
Sistema operacional: Android 7.1
Processador: Qualcomm Snapdragon 630 octa-core (2,2 GHz)
Memórias: 32GB de armazenamento (expansível até 2 TB) e 3 GB de RAM
Câmeras: principal dupla (12 MP e 8 MP) e frontal (16 MP)
Bateria: 3.000 mAh
Pontos positivos: câmera principal dupla e preço competitivo
Pontos negativos: câmera frontal apenas mediana, reconhecimento automático de objetos e pontos turísticos não funciona sempre
Preço: R$1.699 (valor oficial da Motorola)

*Preços consultados em 28 de novembro de 2017.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos