Planos pós-pagos ficaram mais baratos no Brasil em 2017

Do UOL, em São Paulo

  • iStock

Um levantamento do site comparador de planos de telefonia e internet Melhor Escolha, fornecido com exclusividade ao UOL, revela que 2017 foi o ano em que os planos pós-pagos sofreram queda significativa nos preços em alguns estados brasileiros, para o alívio dos consumidores.

Nas cinco capitais pesquisadas - São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Salvador e Belo Horizonte - os preços de quase todos os planos pós das principais operadoras caíram até 41% entre janeiro e novembro deste ano.

VEJA TAMBÉM:

A pesquisa comparou um mesmo perfil de plano entre as operadoras Vivo, Oi, TIM, Claro, Nextel e Porto Seguro: planos com franquias de internet entre 4 GB e 6 GB. 

De acordo com o levantamento, a operadora Claro foi uma das que mais reduziu os valores de contratação de seus planos pós-pago entre janeiro e novembro deste ano (ver detalhes abaixo). Em São Paulo e no Rio de Janeiro, por exemplo, o valor do plano no período (o mais caro entre os planos comparados) foi de R$ 169,99 para R$ 99, representando uma queda de 41%. 

A Nextel foi a segunda operadora com a maior variação de preço. Nestas mesmas cidades, o valor cobrado pela contratação do plano foi de R$ 159,99 para R$ 99,99 (queda de 38%).

Além da variação de preço, outra característica dos planos mudou de janeiro para cá: enquanto antes quase todas as operadoras só davam um pacote de minutos em ligações para outras operadoras, agora elas oferecem minutos ilimitados para qualquer operadora.

Além disso, parece que as empresas estabeleceram o preço de R$ 100 como teto para esse perfil (como pode ser visto mais abaixo). A exceção é a Porto Seguro Conecta, que ainda cobra os mesmos R$ 129 mensais cobrados desde janeiro. No entanto, é importante dizer que esta não é uma operadora comum, mas sim uma MVNO (sigla em inglês para Operadora Móvel com Rede Virtual). Ela usa o nome da seguradora para fins de marketing, mas sua estrutura tecnológica é terceirizada. Ela também só atua em dois Estados: SP e RJ.

Segundo Jonas Justo, CEO do Melhor Escolha, a presença da Porto Seguro Conecta no mercado foi justamente um fator de desequilíbrio, pois foi a primeira a oferecer plano com minutos ilimitados a preços acessíveis, fazendo com que o restante das operadoras seguisse essa tendência. Outro fator foi a ampliação da rede de cobertura no país, que permitiu às operadoras flexibilizar os preços. 

"Quem contratou um plano pós pago há mais de seis meses provavelmente está pagando mais do deveria, e por isso deve rever com a operadora as condições do seu plano. No entanto, por mais que os preços do pós tenham caído, ainda não trazem um custo-benefício tão grande quanto os planos pré e cobertura", diz Justo.

A redução de preço nos planos mencionados na pesquisa é referente às ofertas para novos clientes. Já os clientes das bases das operadoras podem sofrer reajustes anuais de acordo com o índice de reajuste previsto em contrato. Desde 2014 a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) permitiu que as promoções passassem a valer tanto para novos quanto para antigos assinantes.

Confira a seguir a variação de preços nos planos pós-pago cobrados entre janeiro e novembro deste ano:

 

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos