Passageiro força pouso de emergência após criar rede Wi-Fi ameaçadora

Colaboração para o UOL

  • Divulgação

    Aeronave Airbus A320 da Turkish Airlines

    Aeronave Airbus A320 da Turkish Airlines

Um avião da companhia aérea Turkish Airlines teve de fazer um pouso de emergência nesta quinta-feira (30) por causa do nome considerado ameaçador de uma rede Wi-Fi: "Bomba a bordo". Após notarem a existência da rede, a tripulação do voo, que ia de Nairobi (Quênia) para Istambul (Turquia), teve de fazer uma parada no aeroporto de Cartum, no Sudão.

Ao chegar no aeroporto da capital do Sudão, a tripulação e a aeronave foram inspecionados e, em seguida, liberados para retomar o trajeto até seu destino.

VEJA TAMBÉM:

"Especialistas disseram que a rede Wi-Fi em questão foi criada a bordo. Não foram encontradas irregularidades após a inspeção de segurança que foi realizada, e os passageiros foram trazidos de volta ao avião, assim que o embarque foi reiniciado", informou a Turkish Airlines em comunicado à imprensa.

Ainda que durante voos as companhias aconselhem que os usuários usem eletrônicos apenas em modo avião, qualquer pessoa pode desligar o recurso e criar uma rede Wi-Fi com o nome que quiser.

Mesmo com a inspeção de segurança realizada na aeronave e com os passageiros, a empresa não especificou se as autoridades identificaram qual passageiro criou a rede Wi-Fi que assustou toda a tripulação.

5G: por que você vai querer usar a próxima geração de telefonia celular

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos