Por que seu celular demora tanto para carregar no carro?

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Portas USB em carros podem ajudar a carregar o celular... de vez em quando

    Portas USB em carros podem ajudar a carregar o celular... de vez em quando

Se você tem um carro relativamente atual, é provável que haja ao menos uma porta USB no painel de controle, ideal para conectar seu smartphone para ouvir músicas, podcasts, ver as melhores rotas pelo Waze, e - teoricamente - até carregar o aparelho.

Teoricamente porque, a não ser que você não esteja usando basicamente nenhuma funcionalidade do celular, a carga recebida através do automóvel é extremamente pequena... quando não simplesmente só diminui o ritmo da queda de energia, se estiver usando a tela.

Por que isto acontece?

Veja também:

O sistema elétrico do carro, formado basicamente por bateria e alternador, têm objetivos mais "nobres" do que gerar energia para portas USB. A bateria, por exemplo, tem a função de alimentar sistemas eletrônicos como faróis e rádio quando o carro está desligado e também é a responsável por movimentar o motor de arranque e alimentar o sistema de injeção eletrônica quando o veículo está em funcionamento.

Já ao alternador cabe converter energia cinética, proveniente do giro do motor, em elétrica. Com isso, ele recarrega a bateria e também alimenta sistemas elétricos do carro quando ele está em funcionamento.

O resultado disso é que a corrente de energia, medida em amperes, é bem baixa em portas USB dos carros - de acordo com testes do site How-To Geek, geralmente não passa de 0,5A nestas conexões. Com pouca carga, essas portas têm uma função mais ligada à conexão dos celulares com os sistemas de entretenimento do carro do que à recarga desses aparelhos.

Para comparar, um carregador "de parede" padrão para celular fornece ao aparelho algo entre 0,8 e 1A, enquanto modelos "Turbo", como os da Motorola", fornecem até 1,6A de corrente para a carga.

Carros mais modernos também possuem entradas nas áreas dos passageiros, mas em geral a corrente também é pequena, chegando a 1A - o que pode carregar o celular em ritmo similar ao de um carregador tradicional, desde que você não esteja usando muita coisa nele.

Nem tudo são más notícias, porém: é possível conseguir uma carga boa para o aparelho, desde que você esteja disposto a pagar por um carregador especial para conectar ao acendedor de cigarro (ou onde acendedores de cigarros costumavam ficar, de qualquer forma). 

Estes carregadores conseguem puxar uma corrente maior do veículo, carregando o celular mais rapidamente, e geralmente não costumam ultrapassar os R$ 50.

Reprodução
Carregadores de USB para carros podem ser uma alternativa melhor à entrada do carro em si

Vale ainda destacar que há carros que mantêm essas entradas funcionando mesmo quando estão com o motor desligado, uma espécie de "stand-by". Aqui vale o alerta: carregar o celular no carro nesta condição - ou deixar o rádio ligado, por exemplo - tende a desgastar o sistema elétrico do veículo mais rapidamente e você corre o risco de ter a bateria esgotada na hora que for tentar ligá-lo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

LEIA MAIS

UOL Cursos Online

Todos os cursos