Acredite: um Apple de 30 anos atrás é mais rápido do que PC de ponta atual

Do UOL, em São Paulo

  • Willian Warby/Flickr

    O Apple IIe é mais rápido do que um PC atual em um item bem específico.

    O Apple IIe é mais rápido do que um PC atual em um item bem específico.

Você é daqueles que investe uma boa grana todo ano para manter seu computador atualizado com as melhores placas, sempre em busca da maior capacidade de processamento? Ou um orgulhoso proprietário de um notebook  gamer capaz de rodar jogos em Ultra HD e 120 quadros de animação por segundo? Parabéns. Mas, e se eu te dissesse que um Apple II, de 34 anos atrás, é mais rápido do que o "Master Race" que você tem em casa?

Foi o que comprovou o engenheiro de computação Dan Luu, que já passou pela Microsoft e pelo Google. Após testar diversos computadores produzidos nas últimas décadas, Luu descobriu que os aparelhos ficaram mais lentos em um item muito específico: a velocidade com que respondem aos comandos feitos pelo usuário.

VEJA TAMBÉM:

Computadores modernos são capazes de cálculos complexos impossíveis para um Apple II ou outras máquinas dos primeiros anos da informática. O processador MOS 6052 do famoso computador da Apple consegue realizar 0,43 milhão de instruções por segundo (MIPS), comendo poeira para um Intel I7 7700k, que faz mais de 27 mil MIPS - é o mais poderoso computador testado por Luu.

Mas quando o assunto é a velocidade de resposta, o Apple IIe é campeão: Luu diz que, o intervalo entre pressionar uma tecla no Apple II e o comando aparecer no monitor é de 30 milissegundos. No PowerSpec g405 equipado com o chip Intel I7, o tempo de espera é de 200 milissegundos. Uma diferença considerável, verificada com o uso de duas câmeras, uma delas capaz de registrar mil quadros por segundo.

Luu explica, em seu blog, que as diferentes taxas de atualização dos monitores e, principalmente, sistemas operacionais mais complexos estão entre os responsáveis pela "lerdeza" dos PCs atuais. O engenheiro cita também outros fatores, como teclados e monitores. Um comando de toque em um iPad, por exemplo, leva 11 passos para ser registrado no iOS, muito mais do que o pressionar de uma tecla num Apple IIe rodando o Apple DOS 3.3.

Quanto mais aparelhos diferentes o sistema operacional aceita, pior, notou Luu: os aparelhos Android testados pelo engenheiro tinham maior demora na resposta do que os que tinham iOS. Da mesma forma, computadores com Windows ou MacOS X são mais demorados do que os que usam sistemas operacionais Linux, MacOS9 ou Chrome OS.

A latência maior é um contraponto totalmente aceitável para a maior complexidade de operações que os computadores atuais são capazes de realizar, conclui o engenheiro ao fim do teste. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

LEIA MAIS

UOL Cursos Online

Todos os cursos