Dicas de Tecnologia

Mito ou verdade: fechar apps economiza bateria e melhora o desempenho?

Do UOL, em São Paulo

Há muitos anos que ouvimos falar disso: se seu celular ficou lento, fechar aplicativos vai ajudá-lo a ganhar velocidade, poupando trabalho para o processador e a memória RAM e rendendo ganhos de bateria e dados de internet. Certo?

Para quem ainda não saber fazer isso, é fácil. Na maioria dos iPhones, é só clicar duas vezes no botão home, até que as janelas dos aplicativos apareçam empilhadas, e depois deslizar com o dedo para cima para fechar cada app.

No Android, você clica no botão Multitarefas --geralmente o terceiro dos botões virtuais no pé da tela, em forma de quadradinho - e também pode deslizar em cada um para os lados para fechar.

VEJA TAMBÉM:

Essa história foi verdade durante bastante tempo. Mas tudo mudou. Informações recentes dizem o contrário: na verdade quando você faz isso, não tem ganhos extras --e pior, pode gastar mais bateria.

Pessoas do alto escalão do Google e da Apple disseram que seus sistemas já foram projetados para lidar bem com os apps que foram abertos. Em um e-mail para um usuário em 2016, o vice-presidente de engenharia de software da Apple, Craig Federighi, disse que não resolve nada.

"Encerrar apps no multitarefa do iOS é necessário para a vida da bateria?", perguntou o usuário. "Não e não", respondeu sucintamente Federghi.

No Android, mesma coisa. O vice-presidente sênior de plataformas e ecossistemas no Google, Hiroshi Lockheimer, disse no Twitter que é melhor deixar o sistema agindo por conta própria.

O Android gerenciará aplicativos para você; não é necessário fechá-los manualmente. Além disso, forçar esse fechamento pode até gerar mais arquivos-lixo no sistema.

Conversamos com a equipe de pesquisa e desenvolvimento do UOL e eles confirmaram essa teoria.

No Android, especificamente desde a versão 5.0 Lollipop até a atual, a Oreo, há vários mecanismos que usam aprendizagem de máquina para entender o perfil de consumo do usuário --por exemplo, desligando ou diminuindo ao máximo o consumo da bateria durante o período de sono do usuário. 

Já os iPhones, diz a equipe, possuem recursos inteligentes para iniciar rapidamente os aplicativos mais utilizados pelo usuário.

Isso quer dizer que se você fechar tudo vai precisar de mais CPU e memória para abrir todos eles novamente do zero.

E isso também, veja só, aumentará o consumo de bateria.

O portal "The Verge" conversou com um desenvolvedor iOS, Ish Shabazz, que disse que os apps que vemos abertos no duplo clique do botão home do iPhone são, na verdade, capturas das telas daqueles apps. E por isso o app não está mais rodando depois de um longo tempo sem usá-lo, pois foi praticamente desligado pelo próprio iOS depois de uns 10 segundos ou mais em espera.

Mas existem contraindicações para manter apps abertos.

Uma delas é o consumo em segundo plano do seu plano de dados. Vale ficar de olho, mas a maioria dos aplicativos gasta pouca internet móvel, somente para atualizar notificações, como no WhatsApp e redes sociais.

A outra é se o app estiver "bugado". A página de suporte da Apple diz com todas as letras: "só force o encerramento de um app quando ele não estiver respondendo".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos