De olho na segurança

Assustador: ataque hacker acessa câmera e microfone de celulares; entenda

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images/iStockphoto

O sistema Android e o WhatsApp são alvos valiosos para criminosos há algum tempo, por isso eles estão sempre procurando formas de invadir seu telefone ou te enganar. Um golpe comum que eles usam para conseguir pegar seu dinheiro é te direcionar para serviços pagos de SMS, usando a divulgação de ofertas

Mas a empresa de segurança Kaspersky revelou na terça-feira (16) algo bem mais sério: o programa malicioso Skygofree pode acessar a câmera e o microfone do seu celular.

VEJA TAMBÉM:

Segundo a Kaspersky, o Skygofree tem funções novas, que não são encontradas em outros malwares (programas nocivos) --e é difícil saber qual a pior delas. Saber que o programa tira uma foto com a câmera frontal quando você destrava o celular certamente é muito assustador e sério.

As fotos podem ser usadas para fazer chantagem, saber detalhes pessoais, como coisas de valor da sua casa, ou espionagem industrial.

Mas ainda existem outras questões também muito sérias. O Skygofree pode...

  • Rastrear a localização de um celular e ativar a gravação de áudio quando o usuário estiver em um determinado local
     
  • Conectar o dispositivo a uma rede Wi-Fi, para coletar sites vistos, logins, senhas e números de cartões de crédito
     
  • Ler mensagens de apps como Facebook Messenger, Skype, Viber e WhatsApp usando o serviço de acessibilidade (para deficiência visual ou auditiva) que lê em voz alta o que é exibido na tela

O malware é distribuído por meio de sites falsos de operadores de celular, onde está disfarçado de atualização para melhorar a velocidade da internet móvel.

A ameça está circulando desde 2014, mas só chamou a atenção dos especialistas no final de 2017. A boa notícia é que poucos usuários foram realmente prejudicados com o Skygofree, sendo que todas as vítimas estavam na Itália.

Mas não é para relaxar. O fato é que os hackers estão sofisticando as ameaças e popularizando técnicas de monitoramento. Este trojan, por exemplo, é muito parecido com programas usados por governos para espiar cidadãos.

Para se prevenir:

  • Instale aplicativos apenas em lojas oficiais.
  • Em caso de dúvida, não faça o download.
  • Preste atenção em apps com erros ortográficos, número baixo de downloads ou com pedidos duvidosos de permissões.
  • Instale um app de segurança confiável --veja aqui alguns exemplos.

Dispositivo de US$ 500 consegue hackear senhas de iPhones

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos