Mini-arraia: robô feito de células vivas pode consertar seu coração

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Misto entre tecido vivo e máquina, esse pequeno robô seria uma espécie de "remendo" para o coração de pessoas com doenças cardíacas

    Misto entre tecido vivo e máquina, esse pequeno robô seria uma espécie de "remendo" para o coração de pessoas com doenças cardíacas

Você acha que só é possível construir um robô usando chips, plástico e metal? Pois um pesquisador da UCLA, universidade de Los Angeles (EUA), mostrou que é possível ir além desses materiais. Muito além.

VEJA TAMBÉM

Ali Khademhosseini utilizou células cardíacas vivas para criar um robô de 10 mm de comprimento. A criação, que tem o formato similar ao de uma arraia, é capaz de nadar, tanto na água quanto em fluidos mais densos.

Segundo o cientista, além das células cardíacas foram utilizados "dois tipos de biomateriais especializados em suporte estrutural e eletrodos flexíveis".

Mini-arraia: robô feito de células vivas pode consertar seu coração
Imagem: Reprodução

E qual seria a utilidade da invenção? Segundo Khademhosseini, a ideia é utilizar a técnica para tratar de pessoas que têm problemas de saúde. "Isso poderia ser usado para fortalecer o tecido muscular do coração e sanar problemas de quem sofre de insuficiência cardíaca".

Por ora, o pequeno robô ainda não foi testado em seres vivos e nem tem previsão para uso em larga escala. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos