De olho na segurança

Como é a tecnologia da CIA que ajuda a antecipar crimes

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Filme "Minority Report" mostrava trabalho de "prever" crimes antes deles acontecerem

    Filme "Minority Report" mostrava trabalho de "prever" crimes antes deles acontecerem

Conhece o policiamento preditivo? No filme "Minority Report" (2002), baseado no conto do famoso autor de ficção científica Philip K. Dick, Tom Cruise interpretou um policial na unidade pré-crime da Polícia de Los Angeles, que previa crimes antes de eles acontecerem e se antecipava na captura dos pré-criminosos.

Segundo reportagem do "The Next Web", a Palantir é uma empresa startup apoiada pela CIA e criada, em parte, pelo cofundador bilionário do PayPal, Peter Thiel, em 2004.

VEJA TAMBÉM:

A empresa de Thiel já usou a tecnologia para prever onde estavam as minas terrestres nas estradas no Iraque, com base em padrões de locais anteriores.

Agora a tecnologia da Palantir está em operação dentro de um prédio não identificado em uma rua de Palo Alto, Califórnia. Do lado de fora, não dá para perceber. No interior, a tecnologia é protegida por paredes impenetráveis por ondas de rádio, sinais de telefone ou internet. Seu único meio de acesso é com dados biométricos avançados e códigos de acesso de dezenas de pessoas com identidades protegidas pela tecnologia blockchain.

De acordo com a empresa, o edifício é construído "para ser resistente às tentativas de acessar as informações dentro dele. A rede deve ser 'apagada' da internet pública para evitar vazamento de informações".

O "olho no céu" --termo sinistro criado pela própria Palantir-- peneira enormes quantidades de dados para obter informações que possam ser úteis de alguma forma para os clientes da tecnologia.

VEJA TAMBÉM:

Quais são os clientes da Palantir? Temos a CIA, o FBI, a NSA (Agência de Segurança Nacional), o Centro de Controle de Doenças, o Corpo de Fuzileiros Navais, a Força Aérea e o Comando de Operações Especiais americano.

Em Chicago e Los Angeles, os algoritmos de Palantir começam a monitorar os dados de crime anteriores para determinar quais áreas precisam de uma presença policial maior. O que em tese não é ruim, mas como ser negro e masculino é muitas vezes motivo suficiente para a polícia abordar pessoas, imagine que tipo de "premonição" pode resultar com base em dados.

Lembre que Peter Thiel, cofundador da startup por trás dessa tecnologia, é conhecido por falir o dono do portal de notícias Gawker com um processo milionário e é autor da frase "eu não acredito mais que liberdade e democracia sejam compatíveis", dita em 2009. Essa pessoa parece levar isso a sério.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos