Venda de smartphone cai pela 1ª vez, menos para as chinesas Huawei e Xiaomi

Bruna Souza Cruz

Do UOL, em São Paulo

  • Thinkstock

As pessoas pararam de comprar tanto smartphones. Parece mentira, mas um levantamento feito pela empresa de pesquisa Gartner identificou queda de 5,6% na compra dos celulares nos últimos três meses do ano passado em relação ao mesmo período de 2016. Ao todo, foram comercializados 408 milhões de dispositivos, contra 432 milhões vendidos há dois anos.

Esta é a primeira vez que a empresa identifica o recuo nas vendas desde que começou a monitorar o mercado de smartphones em 2004.

VEJA TAMBÉM

Segundo a empresa, os principais fatores responsáveis por este recuo foram a falta de melhorias nos smartphones chamados mais baratos e a decisão dos usuários de comprarem produtos de mais qualidade, com isso adiando a necessidade de troca dos aparelhos.

E quem foi o campeão de vendas?

As vendas de celulares da Samsung também tiveram queda (3,6%) no período, mas ela conseguiu se manter como a fabricante que mais comercializa smartphones no mundo.

No último trimestre de 2016, a empresa vendeu quase 76,7 milhões de unidades. Já em 2017, o volume foi de 74 milhões.

A Apple aparece em segundo lugar com pouco mais de 73,2 milhões de unidades vendidas no ano passado. Vale ressaltar aqui que no mesmo período de 2016 ela vendeu em torno de 77 milhões de aparelhos. Com isso, a empresa registrou queda de 5% na venda dos iPhones.

Em relação à participação no mercado das duas marcas, a Samsung teve uma pequena melhora, indo de 17,8% para 18,2%. A Apple se manteve com praticamente a mesma participação – 17,8% para 17,9%.

A chegada do iPhone X, lançado em setembro passado em comemoração ao aniversário de 10 anos do modelo, não ajudou a Apple a conquistar mais usuários --por outro lado, garantiu mais lucro. De qualquer forma, a empresa acredita que o cenário para a companhia possa melhorar ao longo desde ano.

Chinesas remando contra a maré

Mesmo com o recuo global de vendas, as fabricantes chinesas Huawei e Xiaomi surpreenderam. Foram as únicas que conseguiram aumentar suas vendas.

A Huawei foi de 40,8 milhões de celulares vendidos para 43,9 milhões entre o último trimestre de 2016 e 2017. Já a Xiaomi saltou de 15,7 milhões em 2016 para 28,2 milhões no ano passado.

As duas empresas ocupam a terceira e quarta posição no ranking, respectivamente.

De acordo com análise do Gartner, as empresas tendem a crescer ainda mais se investirem nos mercados emergentes. Adotando a estratégia, elas podem se tornar fabricantes mundialmente fortes.

No balanço geral do ano, a Samsung e a Apple seguem liderando as vendas mundiais de smartphones e registrando crescimento.

Vendas globais para usuários finais em 2017

  • Samsung – 321,2 milhões (contra 306,4 milhões em 2016)
  • Apple – 214,9 milhões (contra 216 milhões em 2016)
  • Huawei – 150,5 milhões (contra 132,8 milhões em 2016)
  • OPPO – 112,1 milhões (contra 85,3 milhões em 2016)
  • Vivo – 99,6 milhões (contra 72,4 milhões em 2016)
  • Outras – 638 milhões (contra 682,9 milhões em 2016)

Duelo de campeões: Galaxy Note 8 ou iPhone X?

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos