Guerra espacial? Rússia diz ter criado laser para derrubar satélite inimigo

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/DailyMail

    Ilustração de uma aeronave acoplada com laser

    Ilustração de uma aeronave acoplada com laser

Naves que soltam laser poderosos para derrubar o satélite inimigo. Não, não é uma guerra espacial de filme. A Rússia parece que está mais perto disso do que a gente imagina e diz que desenvolveu lasers capazes de disparar em satélites inimigos em órbita.

A tecnologia, conta o site Daily Mail, faz parte de um novo sistema antissatélite do país e envolve um laser integrado em uma aeronave, equipamentos de controle terrestre e radar para auxiliar o encontro de potenciais alvos.

Detalhes sobre o tipo de aeronave e como exatamente os lasers vão funcionar não foram divulgados, mas especialistas apontam que o armamento antissatélite é prioridade para a Rússia.

Segundo o site russo Interfax, uma fonte afirmou que a criação do projeto antissatélite já foi concluída.

Sistemas assim seriam a resposta do país para os avanços tecnológicos dos Estados Unidos e da China nesta área, que têm investido em pesquisas com, entre outras coisas, drones e satélites para auxílio em estratégias militares.

Tudo isso nos leva a crer que o espaço pode vir a se tornar um campo de batalha no futuro. E, se depender dos Estados Unidos, este futuro não está muito longe.

Segundo David Goldfein, chefe da Força Aérea dos EUA, uma guerra espacial pode acontecer "em questão de anos" entre as nações mais ricas do mundo. A afirmação foi feita durante um evento realizado em Orlando, nesta terça-feira (27).

"[É] tempo para nós como um serviço, independentemente do distintivo de especialidade, abraçar a superioridade espacial com a mesma paixão e senso de propriedade que nós hoje aplicamos a superioridade aérea hoje", declarou Goldfein.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos