O que compensa mais: chamar uma ambulância ou um Uber na hora do aperto?

Rodrigo Lara

Colaboração para o UOL, em São Paulo

  • Montagem/UOL

    Ambos os serviços têm sua utilidade, mas o Uber não substitui uma ambulância

    Ambos os serviços têm sua utilidade, mas o Uber não substitui uma ambulância

Imagine a situação: você está em casa e começa a se sentir mal, sem condições de ir por conta própria a um hospital. Nessa hora, é melhor chamar uma ambulância ou um carro de aplicativo, como o Uber?

A resposta é um vago... depende. Isso porque é preciso levar em consideração uma série de fatores, a começar pela gravidade do problema.

VEJA TAMBÉM

Se a situação envolve casos que podem ficar mais sérios rapidamente, como ataques de asma, ferimentos sérios, trabalho de parto, reações alérgicas, entre outros, o ideal é seguir o caminho tradicional e solicitar uma ambulância --o Ministério da Saúde tem em seu site uma lista de situações nas quais isso é recomendável

Já para ocorrências menos sérias, chamar um carro de aplicativo pode ser uma solução bem razoável e nós mostramos os motivos em seguida.

  • 51780
  • true
  • http://tecnologia.uol.com.br/enquetes/2018/03/05/numa-emergencia-voce-chama.js

Vale citar que um estudo realizado pela Universidade do Kansas (que pode ser lido aqui, em inglês) apontou que em áreas nas quais o serviço UberX estava disponível houve um declínio de 7% na quantidade de chamadas para ambulâncias, em média. O estudo considerou diversas cidades dos Estados Unidos. 

Vantagens e desvantagens

Um carro de aplicativo tende a chegar mais rápido até você. Desconsiderando horário de pico e locais de difícil acesso, é bem comum que o tempo de espera por um carro fique abaixo dos dez minutos.

Já o tempo médio de chegada de uma ambulância do SAMU na cidade de São Paulo foi de pouco mais de 11m30s, considerando apenas chamadas de prioridade máxima, segundo dados de 2015. Em algumas regiões, no entanto, essa média sobe para mais de 15 minutos.

Outra vantagem dos carros de aplicativos é a possibilidade de ser levado para um hospital de sua preferência. Ambulâncias, em geral, tendem a transportar o paciente para a emergência mais próxima.

O maior tempo de espera por uma ambulância, por outro lado, pode compensar e, dependendo do caso, até mesmo descartar uma ida a um hospital. Isso porque os carros do serviço contam com equipe médica que presta os primeiros socorros, algo que, obviamente, não está presente em carros de aplicativo.

Outra vantagem da ambulância é a velocidade do transporte até o hospital, devido à preferência sobre os demais veículos. Novamente, carros de aplicativo estão sujeitos ao estado do trânsito, algo nada animador quando falamos de grandes cidades brasileiras.

Por aqui, o uso da ambulância é gratuito, mas é de bom tom não abusar: solicitar o serviço em situações que não são emergenciais é algo que sobrecarrega o já saturado sistema e pode atrapalhar o atendimento a ocorrências mais sérias. Nesse caso, ir até um hospital usando um carro de aplicativo é uma saída mais inteligente e eficaz. 

Celular que salvar a vida: veja como configurar a ficha médica

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos