Como o hobby do cofundador da Microsoft levou a navio afundado da 2ª Guerra

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Picpicx

    Paul Allen

    Paul Allen

Muito prazer: Paul Allen, bilionário e explorador dos mares nas horas vagas.

Todo mundo tem um hobby, mas o do cofundador da Microsoft e dono da empresa Vulcan é de outro nível: uma equipe de pesquisa liderada por ele achou nesta segunda-feira (5) nada menos que os restos do USS Lexington, um porta-aviões americano que naufragou durante a Batalha do Mar de Coral, na Segunda Guerra Mundial, em 1942.

A embarcação foi encontrada pelo Research Petrop Oil, navio de exploração de Allen. Por que, né? Quem não tem um navio de exploração para brincar?

O Lexington estava localizado a 800 quilômetros da costa leste da Austrália e 3,2 km abaixo da superfície. 

Paul Allen
Um dos 11 aviões que naufragaram junto com a embarcação

VEJA TAMBÉM:

A Marinha dos EUA disse que os destroços não serão recuperados, pois o local é considerado um túmulo de guerra. Morreram na ocasião 216 pessoas da tripulação. O navio afundou com 35 aviões em seu convés, dos quais o Research Petrop Oil encontrou 11. 

Veja abaixo os dois tuítes de Allen sobre a descoberta:

Apelidado da "Lady Lex", o navio participou da primeira batalha de transportadora a cargo em 4 de maio de 1942, lutando ao lado do USS Yorktown contra três transportadoras japonesas. No ano passado, a equipe de Allen já havia encontrado o local de naufrágio do USS Indianapolis, que afundou em julho de 1945.

A expedição de busca do Lexington levou seis meses de planejamento, disse Allen. Sua equipe recebeu as coordenadas do último local de ancoragem do porta-aviões e utilizou equipamentos submarinos que podem atingir profundidades de até 5,6 quilômetros.

Assim como seu colega Bill Gates, Allen é um homem de muitos interesses paralelos --coisas pelas quais sua fortuna vendendo Windows pôde pagar.

Ele é o fundador de diversos institutos de assuntos como ciências do cérebro, inteligência artificial, ciência das células e pequisa aerospacial.

Ele também é dono de equipes de esporte como Portland Trail Blazers (de basquete) e Seattle Seahawks (de futebol), além de interesse em história, o que nos leva a seu hobby de explorador.

Desde 2012 ele vem buscando objetos afundados, como o sino do  navio britânico HMS Hood e o navio de guerra japonês Musashi.

Por que a internet está doida por vídeos de sabão?

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos