Vídeo mostra desempenho de iPhone 6 antes e depois de trocar bateria

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

O final de 2017 foi agitado para a Apple: após confirmar que deixa deliberadamente os aparelhos mais lentos conforme eles envelhecem para evitar travamentos devido ao desgaste da bateria, a empresa passou a efetuar a troca das baterias de celulares antigos com um super desconto, como forma de acalmar seus clientes. 

Até então, não havia sido mensurado o quanto, de fato, um iPhone com bateria antiga era mais lento do que um aparelho com o componente novo. O usuário de YouTube Bennett Sorbo, no entanto, resolveu fazer um vídeo com o tira-teima.

O teste consistiu em colocar, lado a lado, dois iPhone 6S e executar uma rotina de abertura de programas, o que incluiu o uso de apps, navegação na web, abertura de games e vídeos e também um teste de benchmark na ferramenta Geekbench.

Um dos iPhone não tinha a bateria trocada e o outro havia passado pela manutenção - só não fica claro se a troca foi feita pela Apple ou por terceiros. De qualquer forma, o resultado pode ser visto no vídeo acima.

No celular com a bateria velha, o teste foi completado em 5 minutos e 45 segundos, contra 4 minutos e 33 segundos --ou seja mais de um minuto-- do aparelho com o novo componente. É uma economia considerável de tempo.

Já no teste de benchmark, o processador do celular com a bateria velha atingiu a pontuação de 1.437 para cada um dos núcleos do processador e 2.485 no teste de vários núcleos. Já o aparelho com a nova bateria marcou 2.520 e 4.412, respectivamente.

Ou seja: a diferença entre os aparelhos é bastante sensível, justificando as reclamações dos usuários.

Quer? Prepare-se para esperar

Mas, se você se animou a trocar a bateria do seu iPhone, vai precisar ter paciência ou um plano B.

A procura pelo serviço aumentou significantemente aqui no Brasil. Em algumas lojas, os usuários são informados de que a demora pode chegar a um mês. Em média, o prazo é de semana, segundo apurou a reportagem ao contatar alguns pontos autorizados da Apple em São Paulo, variando de três a 15 dias.

A troca das baterias foi determinada pela empresa para os modelos iPhone 6, iPhone 6 Plus, iPhone 6s, iPhone 6s Plus e iPhone SE.

Tentamos contato com 10 autorizadas, e as seis que responderam disseram que o tempo da troca varia conforme o modelo do iPhone. Uma das empresas afirmou que a bateria do modelo SE poderia ser trocada entre três e cinco dias úteis. Já as baterias das gerações a partir do iPhone 6, a demora poderia levar cerca de duas semanas.

Das empresas ouvidas, apenas uma possuía baterias (duas unidades) compatíveis com o modelo SE em estoque. Os demais, informou o atendente, dependeriam da disponibilidade do estoque da Apple e do tempo do envio das peças.

Uma internauta, que preferiu não ser identificada, começou a ter problemas com a bateria do seu iPhone depois de efetuar a atualização do sistema operacional (11.1.2). Ao notar que ela estava acabando antes do normal, a jovem resolveu procurar ajuda. Entrou em contato com uma autorizada na região da Vila Madalena, zona oeste de São Paulo, e foi informada de que a empresa estava sem estoque de peças:

O atendente me disse que por conta da alta procura a bateria levaria 15 dias para chegar e que teria que deixar o meu aparelho lá na loja durante esse tempo

Para não ficar sem o celular, ela preferiu esperar mais um pouco para efetuar a troca.

Com a redução no preço, a bateria fora da garantia que custava R$ 449 passou para R$ 149. Uma das lojas afirmou que a demora na troca se deve, principalmente, ao fato de que até quem não tem problemas com o seu iPhone está correndo para as lojas para trocar.

Para uma das atendentes ouvidas, a demora está entre o pedido da bateria e o envio da peça para a troca. Com a unidade no local, o serviço pode ser feito no mesmo dia, de acordo com o fluxo.

É importante lembrar que a "campanha de desconto" vai até dezembro deste ano.

Além disso, quando o usuário chega nas assistências técnicas autorizadas, o iPhone passa por um processo de diagnóstico, que consegue identificar se a troca é ou não necessária e se existem outros problemas no aparelho. Mesmo se o funcionamento da bateria estiver dentro do padrão, o consumidor pode optar por trocá-la.

UOL procurou a Apple para verificar se existe um prazo máximo oficial para a troca de baterias e a empresa informou que essa data não existe.

Quando questionada sobre a demora na disponibilidade das peças nas lojas autorizadas, ela confirmou que tem levado em torno de 15 a 30 dias.

Bateria do iPhone rende bem mais com um único clique; veja como

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos