Campanha #DeleteFacebook cresce, mas há os que defendem a rede; veja

Bruna Souza Cruz

Do UOL, em São Paulo

Você já deve ter ouvido falar que dados de usuários do Facebook foram usados indevidamente por uma empresa de marketing político para influenciar cerca de 50 milhões de pessoas com propagandas personalizada. 

Se não está sabendo, veja tudo o que já saiu sobre o escândalo e por que você deveria estar preocupado com o que fazem com seus likes.

Mark Zuckerberg pediu desculpas e disse que vai consertar a situação. Mas isso parece que não bastou para conter a indignação da galera. Muitos estão aderindo à campanha #deletefacebook (apague Facebook), que tem ganhado força desde que as denúncias foram feitas.

Segundo o "The New York Times", a #deleteFacebook alcançou um pico de 10 mil vezes no Twitter num período de 2h nesta quarta-feira (21).

Se você não deseja sair da rede social, veja estas dicas que podem deixar seus dados mais seguros.

Veja algumas reações

"Estou tendo sérios questionamentos sobre continuar usando o Facebook, diante de sinais preocupantes sobre o compromisso deles com os princípios de transparência, segurança e democracia continuam a crescer. Se não virmos algumas mudanças rápidas e dramáticas, talvez seja a hora de #DeleteFacebook", publicou um internauta:


"Se você não paga pelo produto, você É o produto. Facebook vende todas as suas informações para as maiores e menores apostas. Por que se vender tão barato? #deleteFacebook":  


Não deletei ainda porque...

Mas nem todo mundo está deixando a rede social ou pensando em deixar. Muitos internautas, mesmo aflitos com a violação de dados, têm publicado seus motivos para a decisão de se manter conectado.

"Eu adoraria, mas eles têm praticamente todas as fotos dos meus filhos que já tirei. Por que não as guardei no computador?", publicou uma internauta com uma carinha de choro no final.

"Eu tenho que admitir. Estou em dúvida de #deletefacebook agora. Eu tenho tantos amigos espalhados pelo mundo que eu gosto de manter contato, mas estou começando a me perguntar sobre a utilidade para mim além disso.

#KeepFacebook

Mesmo com as polêmicas, outros internautas também começaram uma campanha defendendo a permanência na rede social usando a #KeepFacebook (Mantenha Facebook, em tradução livre).

Um usuário defendeu que a plataforma é um local para o compartilhamento de grandes momentos com a família e amigos e serve como uma espécie de diários, ao te mostrar registros do passado. 


"Eu digo #KEEPFACEBOOK ! O Facebook faz o mundo girar, conecta milhões a amigos, fornece aplicativos gratuitos e permite a comunicação como ninguém antes", defendeu outro. 


Resumindo

A empresa Cambridge Analytica usou testes de Facebook para coletar dados, muito dados. Essas informações revelaram o perfil completo de 50 milhões de pessoas que estão na rede social, que passaram a receber propaganda altamente personalizada durante, por exemplo, a campanha de Donald Trump e do Brexit.

O escândalo explodiu neste final de semana, depois que um ex-funcionário da Cambridge Analytica, chamado Christopher Wylie, revelou que a consultoria britânica pegava dados das pessoas que fizeram o teste e também de seus amigos, sem consentimento.

Junto com o caso, veio aquele medo de como as redes sociais, especialmente o Facebook, pode usar dados sem que tenhamos controle (ou conhecimento). E de como o chamado Big Data virou poderosa arma política capaz de influenciar uma eleição.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos