Finalmente! Galaxy S9 chega ao Brasil por R$ 4.299

Gabriel Francisco Ribeiro

Do UOL, em São Paulo

  • Gabriel Francisco Ribeiro/UOL

    Galaxy S9 foi lançado oficialmente no Brasil nesta terça (27)

    Galaxy S9 foi lançado oficialmente no Brasil nesta terça (27)

Galaxy S9 finalmente chegou ao Brasil e, como era de se esperar, é bom preparar o bolso. A versão normal do smartphone top de linha da Samsung, lançado há um mês em evento em Barcelona, custará R$ 4.299 por aqui. O S9+ sai por R$ 4.899.

Ou seja, bem mais barato que o campeão na categoria, o iPhone X (R$ 6.999), e também um pouquinho mais barato que o atual campeão da Samsung, o Galaxy Note 8 (R$ 4.399). Mas mais caro que seu antecessor --o S8 e o S8+ custavam R$ 3.999 e R$ 4.399 quando foram lançados no país, em abril de 2017.

Veja também: 

No Brasil, os novos S9 serão disponibilizados nas cores preta, cinza-titânio e ultravioleta. O aparelho já entra em pré-venda nesta quarta-feira (28) e deve chegar a todo o país até 21 de abril --os primeiros a comprar no site da marca ganham um DeX (que permite que você conecte o celular a um monitor, teclado e mouse) e um carregador sem fio. No mercado internacional, ele está à venda desde o dia 16 de março. 

A Samsung também promete oferecer desconto na troca de aparelhos antigos da marca, mas ainda não informou de quanto vai ser.

Bom desempenho

S9 e S9+ chegam ao Brasil em versões dual chip e com o processador Snapdragon 845, o melhor atualmente da Qualcomm. Até recentemente a Samsung costumava trazer para cá uma versão do seu processador Exynos, equivalente ao Snapdragon dos celulares lá de fora.

Assim como o Note 8, o S9 conta com recursos multitarefa que possibilitam a abertura de dois aplicativos ao mesmo tempo na tela. É possível até criar ícones que já abrem automaticamente ao mesmo tempo dois aplicativos pré-selecionados.

Agora dá para ter duas contas de mensageiros, leia-se WhatsApp, instaladas no celular.

Câmera com recurso diferentão

A grande novidade do novo modelo está na sua câmera traseira. Ela conta com uma abertura variável, função que promete fazer o smartphone tirar fotos excelentes tanto à noite como de dia. A câmera vai identificar automaticamente qual abertura usar para que suas imagens saiam perfeitas.

Você pode entender mais aqui como essa câmera pode revolucionar os celulares.

A versão normal do S9 conta com apenas uma câmera traseira de 12 MP, enquanto o S9+ tem duas lentes atrás – isso permitirá fotos com fundo desfocado, função que já aparece no Note 8 e na câmera frontal do Galaxy A8. A câmera frontal dos smartphones tem 8 MP.

Reprodução
Câmera do Galaxy S9 tem o que a Samsung chama de "Dupla Abertura"

Outra novidade dos modelos é uma câmera lenta turbinada – agora é possível fazer gravações em 960 quadros por segundo, número igual ao do Xperia XZ Premium, da Sony. Assim como no Note 8, as câmeras também são "inteligentes" e conseguem mostrar informações sobre pontos turísticos, além de traduzir objetos com auxílio da assistente virtual Bixby.

Além de texto (como faz o Google tradutor), as câmeras reconhecem comida, maquiagem e vinho. Em comida, por exemplo, o sistema reconhece o alimento e diz quantas calorias ele tem. Ao todo, são nove categorias diferentes de itens captados pelas lentes.

Olha os emojis animados aí

Muita gente tirou sarro dos Animojis, espécie de emojis animados da Apple que utilizam seu rosto. Mas aparentemente o recurso se tornou uma tendência em smartphones. O novo S9 também contará com a ferramenta, chamada pela Samsung de Emoji 3D.

Apple x Samsung: a batalha dos emojis animados

A tecnologia funciona da seguinte forma: seu rosto é escaneado e, com isso, é criada uma versão sua em emoji dentro do celular. Ele consegue imitar gestos do seu rosto, além de captar seu áudio para enviar a amigos por aí, até mesmo via WhatsApp e Facebook.

Parece um S8

O novo smartphone da Samsung chega ao mercado com poucas inovações. O modelo parece ser mais uma atualização do Galaxy S8 – a empresa sul-coreana pode ter entrado na onda de não mexer em time que está ganhando, já que o celular do ano passado foi bastante elogiado.

A tela infinita, por exemplo, é mantida praticamente nas mesmas condições, com um pouquinho menos de bordas. As telas também tiveram o tamanho mantido, com 5,8 polegadas no S9 e 6,2 polegadas no S9+. Tudo isso com a qualidade Super Amoled.

O corpo do celular também é de vidro e, por isso, o smartphone promete ser frágil – ao menos isso permite o carregamento sem fio. A grande diferença no design está no sensor de digitais – em vez de ser ao lado da câmera, agora é embaixo, o que promete melhorar a usabilidade do usuário.

Márcio Padrão/UOL
Os novos Galaxy S9 e S9+: jeitão de S8

Lá fora, existem versões que variam de 64 GB, 128 GB e 256 GB de armazenamento interno, além de 4 GB (S9) e 6 GB (S9+) de RAM, mas no Brasil só será vendida a de 128 GB.

A bateria será de 3.000 mAh para o S9 e 3.500 mAh para o S9+. Eles já chegam com o sistema operacional Android 8, o mais recente lançado pelo Google.

Se você curte fones de ouvido com fio, é bom saber que os novos aparelhos fazem parte da "resistência", já que ainda mantêm a entrada P2. A Samsung ainda melhorou as caixas de som do modelo, que oferece som estéreo e um volume 40% superior ao do S8 – a marca deve, com isso, encostar no iPhone, que já contava com caixas de som potentes nos últimos lançamentos.

Ficha técnica: Samsung Galaxy S9 e S9+

Tela: Super AMOLED de 5,8 polegadas (S9) e 6,2 polegadas (S9+) e resolução Quad HD+ (2960 x 1440 pixels)
Sistema operacional: Android 8.0 com interface Samsung
Memória: 128 GB (de armazenamento interno, expansível com cartão de memória) e 4 GB (S9) e 6 GB (S9+) de memória RAM
Câmeras: 12 MP (traseira, simples no S9 e dupla no S9+) e 8 MP (frontal em ambos)
Bateria: 3.000 mAh (S9) e 3.500 mAh (S9+)
Preço: R$ 4.299 (S9) e R$ 4.899 (S9+).

Hands-on: como é o S9

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos