Hyperloop: primeiro trecho do "trem futurista" será construído em Abu Dhabi

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Conceito do que poderia ser o Hyperloop

    Conceito do que poderia ser o Hyperloop

Tirar aquele tubo gigante para o transporte de pessoas em cápsulas, idealizado pelo bilionário Elon Musk, do papel está cada vez mais perto. A Hyperloop Transportation Technologies (Hyperloop TT), uma das empresas que pretende criar o sistema de transporte futurístico, anunciou hoje (18) que vai iniciar a construção da primeira linha comercial do mundo para este fim.

O local escolhido para o primeiro trajeto do Hyperloop foi Abu Dhabi, em uma região estratégica próxima à fronteira com Dubai e ao Aeroporto Internacional local. Bibop Gresta, presidente da HyperloopTT, espera que até 2020 o trecho esteja em funcionamento.

VEJA TAMBÉM

Segundo a empresa, a construção da linha será feita em várias fases e terá, a princípio, 10 km. A expectativa é que no futuro exista uma rede de trajetos comerciais.

O primeiro protótipo da cápsula que transportará passageiros e cargas já começou a ser feito no início de abril em Toulouse (França), local que abriga um dos centros de desenvolvimento da empresa. O plano é que ele fique pronto até o final de 2018.

Hyperloop escolhe o Brasil para centro de tecnologia

Como o Hyperloop funciona?

O "trem futurista" pensado por Elon Musk lá em 2013 consiste em criar cápsulas para abrigar passageiros e cargas que se desloquem em uma velocidade de até 1.200 km/h, suficiente para viajar de São Paulo ao Rio de Janeiro em cerca de 20 minutos, por exemplo.

A tecnologia permite aos veículos correrem por túneis fechados a váculo e, portanto, livres da resistência do ar, e alcançarem velocidades maiores entre as estações. 

O objetivo é fazer com que esses tubos liguem cidades muito mais rápido do que um trem-bala. Outra característica da tecnologia é que ela cause menos danos ao meio ambiente.

Na época, Musk disponibilizou as regras básicas para o projeto para quem quisesse criar.

E o que o Brasil tem a ver com isso?

No início deste mês, a Hyperloop TT inaugurou o seu centro global de inovação logística em Contagem, Minas Gerais.

Chamado XO Square, o centro surgiu após uma parceria público-privada entre a empresa e o governo mineiro. O objetivo é que pesquisas que viabilizem a logística do sistema de transporte de cargas sejam feitas aqui no Brasil.

Não ficou claro se a Hyperloop TT planeja construir o sistema de transporte de passageiros e cargas em terras brasileiras, mas a ideia não foi descartada. 

Projeto de Musk para Hyperloop é um pouco diferente

Enquanto a Hyperloop foca o transporte de cargas, a Boring Company de Musk diz que vai priorizar pedestres e ciclistas.

"Nós vamos transportar carros, mas somente depois que todas as necessidades do transporte em massa forem atendidas. É uma questão de cortesia e justiça. Se uma pessoa não pode comprar um carro, ela deve ter prioridade", escreveu o bilionário no Twitter. 

Musk já conseguiu permissão para começar a escavar um terreno em Washington, onde deve ficar uma das mil estações previstas do sistema, que serão, segundo o idealizador, pequenas, "do tamanho de uma vaga de estacionamento".

A ideia é espalhar essas pequenas estações ao longo da linha, em vez de ter grandes estações como as do metrô.

O Hyperloop também vai ligar a capital dos EUA e Nova York por um túnel subterrâneo e promete realizar viagens entre as duas cidades em 29 minutos. Hoje, uma viagem de carro entre as duas cidades levaria pouco mais de 4h. O sistema vai conectar as cidades de Nova York, Filadélfia, Baltimore e Washington.

Ainda não se sabe o tamanho ou a profundidade da escavação que será realizada pela The Boring Company. Um "túnel de teste" com pouco mais de 3 km foi escavado na sede da SpaceX, na Califórnia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos