De olho na segurança

E se a moda pega? Aluno hackeia escola para mudar sua nota e de amigos

Gabriel Francisco Ribeiro

Do UOL, em São Paulo

  • iStock

    Nâo: estudante não era um hacker habilidoso encapuzado; feito foi mais fácil do que parece

    Nâo: estudante não era um hacker habilidoso encapuzado; feito foi mais fácil do que parece

Um aluno norte-americano tentou resolver o problema de suas notas baixas de uma maneira, digamos, peculiar: ele resolveu hackear o computador da escola. O caso ocorreu na cidade de Concord (Califórnia) na última semana.

De acordo com autoridades locais, David Rotaro, aluno de 16 anos, usou estratégia de phishing por e-mail para ludibriar professores e obter senhas deles no sistema da escola. A estratégia foi bem-sucedida e Rotaro obteve acesso às notas de todos os colegas.

Veja também:

"Os professores, não quero dizer que não foram educados, mas eles clicaram em e-mails bobos", criticou um dos colegas de Rotaro na escola Ygnacio Valley, em entrevista â emissora KPIX 5.

O e-mail criado pelo aluno simulava o sistema de notas do site e pedia para que professores atualizassem a senha para acessar a ferramenta. Quando os tutores fizeram isso, Rotaro capturou as senhas de login. Segundo o estudante, ganhar acesso ao sistema foi "muito fácil, como em nível iniciante".

Foi aí que o aluno passou a se esbaldar. Ele aumentou suas próprias notas e também de amigos – mais de uma dúzia de colegas tiveram notas modificadas.

Não apenas isso: em entrevista à rede de televisão KPIX 5, Rotaro apontou que não só aumentou as notas de amigos como também diminuiu as avaliações de seus inimigos no colégio.

Depois que o caso tomou proporções enormes, o estudante mostrou arrependimento.

"Acho que foi minha estupidez, não sei, queria só me provar que poderia fazer qualquer coisa", afirmou.

A casa do estudante foi revistada por dez policiais, que acharam evidências para formular uma ação contra o aluno – incluindo um pen drive escondido com provas do ato. O aluno enfrenta acusações de 14 crimes, mas quer deixar o acontecimento no passado.

"Eu quero trabalhar com TI no nível mais avançado possível", disse o garoto.

Será que tem vaga no Vale do Silício? 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos