Nostalgia tem limite? Fotolog voltou e manteve uma foto por dia

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Novo site do Fotolog.com

    Novo site do Fotolog.com

Não faz muito tempo que o Fotolog, um símbolo da internet no começo do século 21, saiu do ar sorrateiramente --na verdade foi há pouco mais de dois anos, em 2016. Mas antes mesmo que você começasse a sentir saudade ou tenha pedido, ele acabou de voltar, com um novo visual e um app.

Duvida? Pode ir lá ver o site novo, que vem acompanhado com um texto explicativo sobre essa revivida entidade online. Agora quem cuida dela é a empresa chamada Fotolog Innovation Labs SL, com sede em Barcelona e uma equipe multinacional, formada por pessoas da Argentina, Brasil (claro!), Espanha, EUA e México.

VEJA TAMBÉM:

Nos últimos anos, era um verdadeiro desafio saber quem eram os responsáveis pelo Fotolog original. Como muitos usuários eram jovens quando criaram suas contas, o tempo passou e os usuários antigos queriam apagar fotos "vergonhosas" do passado ou mesmo reviver os bons tempos.

Praticamente abandonada pelo antigo dono --o grupo francês Hi-Media-- a rede de fotos impedia seus usuários até mesmo de apagarem suas postagens antigas ou recuperar senhas. A pressão de usuários levou a um desligamento temporário há dois anos, mas voltaram atrás para dar a chance das pessoas baixarem suas fotos antes de "desligarem os aparelhos".

O que mudou?

O texto sobre o Fotolog novo reafirma seu papel de pioneiro na postagem de fotos online, antes de ser superado pelos rivais Flickr e Instagram --ele se autoproclama "avô do Instagram", inclusive. Mas o novo portal está indo com calma, e só permite uma foto por dia para cada usuário, como era nos seus primórdios.

A nova empresa jura que a desculpa para isso seria pouco espaço em servidores, mas para sugerir uma mudança comportamental. "Queremos acabar com o excesso de publicações que pressiona a busca pela validação de outros e, em vez disso, queremos ajudar na apreciação de cada momento que represente o melhor (ou o pior) do seu dia".

A ideia é ser mais um tipo de diário de fotos, por isso a interface tem agora formato de calendário. "Queremos acabar com o uso excessivo das redes sociais onde nossos dados pessoais acabam usados por anunciantes para propagar seus interesses e, inclusive, desinformação e mentiras", cutuca a nota.

A empresa disse ter dois milhões de contas em mais de 100 países. "Como conseguiram isso enquanto estiveram fora?", você se perguntou agora. Simples: as contas antigas do Fotolog original continuam lá, desde que não tenham sido deletadas por seus respectivos donos quando ainda estava ativo.

Portanto, se você ainda lembra da URL do seu antigo Fotolog --geralmente era "fotolog.com/(nome de usuário)"-- corra para recuperar a nostalgia perdida. O site novo permite login com o Facebook para criar contas novas, além de uma ferramenta de recuperação de senha antiga.

Para celulares, no momento só há um app para Android, e nada para iPhone por ora. É preciso ter 14 anos para usar a rede e ela diz já estar com seus termos de uso ajustados com a GDPR, a nova lei de dados da União Europeia.

Aprenda a tirar fotos incríveis no iPhone

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos