De olho na segurança

FBI mandou, já fez? Como resetar seu roteador para evitar vírus devastador

Rodrigo Lara

Colaboração para o UOL, em São Paulo

  • Getty Images

Se você ainda não prestou atenção, fica aqui o alerta: um malware descoberto há duas semanas já infectou mais de 500 mil roteadores domésticos. O FBI fez uma recomendação urgente para que todos os usuários reiniciem seus aparelhos.

Não é à toa que a principal autoridade policial norte-americana está preocupada. Segundo estudos preliminares da Talos Inteligence Group, que faz parte da rede de infraestrutura da Cisco, o ataque hacker parece ter partido de criminosos russos e já se espalhou por 54 países diferentes. 

O ciberataque pode causar efeitos devastadores. O vírus coleta informações sobre os usuários, como senhas usadas na internet, e pode, inclusive, destruir roteadores, tornando-os um mero "peso de papel".

Veja também: 

O vírus VPNFilter já fez estragos no Brasil. O Ministério Público do Distrito Federal emitiu um alerta nesta quinta-feira (7), associando a ameaça a uma série de fraudes bancárias registradas na região nos últimos meses.

Como evitar

O malware é potencialmente perigoso por não dar nenhum indício de sua infecção. Ele não é detectado por programas antivírus, e protocolos de segurança como o HTTPS acabam sendo inúteis.

Sem prevenção, existe apenas uma forma paliativa de tentar se livrar do problema, conforme recomendado pelo FBI: atualizar o firmware (o software que controla as funções básicas do aparelho) e retornar o seu roteador para as configurações de fábrica.

Ambos os procedimentos variam de acordo com a marca e o modelo do roteador que você utiliza. Ainda assim, há alguns passos básicos, que servem para todos.

Há uma lista de roteadores afetados, mas ela vem crescendo a cada dia. Desta maneira, é recomendável realizar esses procedimentos abaixo, independentemente de qual modelo você utiliza.

Atualização de firmware

Aqui, o primeiro passo será acessar o site da fabricante do seu aparelho. Vamos tomar como exemplo a Linksys: ao entrar no site brasileiro da empresa, clique em "Suporte". Em seguida, coloque o modelo do seu aparelho.

Reprodução

Na próxima tela, clique em "Downloads/Firmware".

Reprodução


Depois, basta baixar a versão do firmware correspondente ao seu aparelho. Em geral, há informações detalhadas sobre esse assunto.

Reprodução

A instalação do arquivo requer atenção.

Novamente, cada aparelho tem um procedimento distinto, mas alguns passos se assemelham. O primeiro deles é acessar o painel de controle do dispositivo.

Para isso, abra uma janela do seu navegador e digite o endereço "192.168.1.1". Uma tela de login irá aparecer. Caso você não tenha mudado as credenciais de acesso (algo extremamente recomendável e que já ensinamos por aqui), o usuário e a senha costumam ser "Admin".

Caso isso não funcione, uma busca na internet pela senha padrão do modelo do seu roteador trará a resposta rapidamente.

Reprodução

Uma vez acessado o painel de controle, uma rápida busca pelas opções levará você à página na qual é possível carregar o arquivo baixado do site da fabricante do aparelho. No caso deste modelo da Linksys, a opção fica em "Administração" e "Atualização de firmware".

Reprodução

Feito isso, basta esperar a instalação se completar e o seu aparelho estará atualizado.

Atualização de firmware

Com o firmware atualizado, será a vez de retornar o seu roteador às configurações de fábrica. Aqui, vale um alerta: caso você tenha feito alguma configuração específica no aparelho, anotar essas mudanças vai fazer com que você poupe muito tempo no processo.

Isso também vale para o nome e a senha de sua rede wi-fi. Uma vez que você retorne o roteador às especificações de fábrica, retomar essas duas configurações evitará que você precise reconfigurar todos os aparelhos de sua casa que utilizem internet.

Para retornar às configurações de fábrica, o método mais simples é utilizar um botão físico que, em geral, fica na traseira ou na parte de baixo do roteador. Normalmente haverá a indicação "Reset" ao lado dele e será preciso usar um alfinete ou um clipe de papel para pressioná-lo. Abaixo temos um exemplo.

Rodrigo Lara/UOL

Uma vez que tenha encontrado, pressione ele por dez segundos. Feito isso, o roteador irá voltar às suas configurações de fábrica.

Para mudar isso, basta seguir os passos acima para acessar o painel de controle por meio do endereço "192.168.1.1". Agora, as credenciais de acesso certamente serão as padrões para o modelo.

O primeiro passo será alterar o nome padrão da rede. Utilizando o roteador da Linksys como exemplo, isso é feito na aba "Sem fios" - em outras marcas, o nome dessa área de configurações pode ser wi-fi, Wireless ou variações - e determinar um nome para a sua rede doméstica.

Reprodução

Em seguida, basta definir uma nova senha para acesso à rede wi-fi.

Reprodução

Por fim, para melhorar a segurança do seu roteador, o ideal é definir novos login e senha para acessar o painel de controle. Em geral, essa opção fica em uma área administrativa do painel de controle do aparelho. No caso do modelo usado como exemplo, a opção que você irá mudar será essa.

Reprodução

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos