Internet está lenta? Veja se a operadora está boicotando sua série favorita

Marcelle Souza

Colaboração para o UOL, em São Paulo

  • Getty Images/iStockphoto

    Se você não consegue assistir filmes e séries, saiba que não está sozinho...

    Se você não consegue assistir filmes e séries, saiba que não está sozinho...

Depois de um dia cansativo, você só quer assistir algo para relaxar. O problema é que toda vez que você decide fazer uma maratona de séries na Netflix, a sua internet parece estar mais lenta do que na pré-histórica Era da conexão discada. O problema pode se repetir em outros sites que consomem grande volume de dados, como o Youtube, mas desaparece em pouco tempo se você acessa outros endereços. Mas por que isso acontece?

O primeiro passo para tentar responder essa pergunta é verificar se há problemas nos seus aparelhos ou se está sendo realizada alguma manutenção de rede na região em que mora. Outras variáveis também podem alterar a qualidade da conexão, como tempestades e horário de pico.

Mas uma das possibilidades é que a sua operadora esteja praticando o traffic shaping, que é o bloqueio ou a restrição de acesso a determinados sites que consomem muita banda.

A prática é ilegal, já que o Marco Civil da Internet prevê o direito do consumidor à manutenção da qualidade da conexão contratada, além de não permitir que a operadora limite o acesso, seja por conta do conteúdo ou do horário de utilização. O problema é que muita gente não acredita que essa regra esteja mesmo sendo cumprida.

Uma pesquisa pelo termo "traffic shaping" no site Reclame Aqui mostrou que havia quase 600 reclamações de usuários que relatavam bloqueio ou lentidão toda vez que acessavam determinados sites. "Não consigo assistir um vídeo sequer no Youtube ou Netflix. É uma agonia só", relatou um cliente de Hortolândia (SP).

Do total de reclamações listadas, quase metade (305) eram de clientes da NET, 120 eram da Vivo e 65 da Claro. Procuradas pela reportagem, as três empresas disseram que não adotam práticas ilegais.

"A NET e a Claro informam que não praticam traffic shaping. Reforçam, ainda, que cumprem todas as regras determinadas pela Anatel, observam rigorosamente o Marco Civil da Internet e toda a legislação pertinente que regula esse assunto", disse em nota.

"A Vivo informa que não pratica traffic shaping e não bloqueia, não limita e não discrimina o tráfego. Inúmeras variáveis podem interferir na conexão e na experiência do cliente, desde tipos de equipamentos em uso até o volume de tráfego em determinados horários, devendo cada caso ser analisado pela equipe técnica", afirmou a operadora.

Mas como saber se o bloqueio existe?

Procurada pela reportagem, a Netflix, uma das mais atingidas pela lentidão segundo os usuários, preferiu não comentar a hipótese de que operadoras no Brasil estejam praticando o traffic shaping. Disse apenas que monitora o desempenho dos vídeos da plataforma em determinados provedores de internet e que disponibiliza um site para que os usuários verifiquem se a velocidade de acesso é mesmo a prometida por contrato pela operadora. 

Reprodução
Site mostra qual a velocidade da sua conexão

O teste oferecido pela Netflix é bem simples. Funciona assim: no computador, basta acessar o site fast.com e esperar cerca de 15 segundos até aparecer o resultado.

Vale a pena verificar se há lentidão específica quando você acessa certos sites –o que pode ser indício de traffic shaping.

No celular, a mesma avaliação pode ser feita pelo aplicativo Fast Speed Test, disponível para aparelhos com sistema Android e iOS.

Ainda no smartphone, outra possibilidade é baixar o aplicativo Wehe, desenvolvido pelas universidades de Massachusetts e Northeastern, nos Estados Unidos. A extensão, gratuita para Android e iOS, verifica se a sua operadora está reduzindo ou bloqueando a velocidade da internet durante o uso de aplicativos como Netflix, Skype e Spotify. 

Para fazer o teste, é preciso autorizar o Wehe a realizar uma varredura nos apps que você mais utiliza. Em poucos minutos, ele mostra os resultados, apontando se há ou não diferença de velocidade em cada um. 

Reprodução
Wehe: instale o app, clique em Start e aceite os termos
 
Reprodução
Selecione os aplicativos que quer monitorar e veja o resultado

Onde reclamar

Se você perceber irregularidades, primeiro é recomendável fazer uma reclamação junto à operadora que fornece o serviço de internet no endereço testado. Caso o problema persista, você pode entrar em contato com a Anatel, mas, para isso, é preciso ter em mãos o número de protocolo do contato com a operadora.

A Anatel recebe reclamações pela internet, pelo telefone 1331 (ou 1332, para deficientes auditivos) e pelo aplicativo Anatel Consumidor, (disponível para os sistemas Android, iOS e Windows Phone).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos