WhatsApp descobriu como ganhar dinheiro: cobrar de empresa que não responde

Bruna Souza Cruz

Do UOL, em São Paulo

  • Thinkstock

    Até agora o Facebook não havia encontrado uma boa forma de obter lucro

    Até agora o Facebook não havia encontrado uma boa forma de obter lucro

O WhatsApp foi comprado pelo dono do Facebook em 2014 por quase US$ 22 bilhões, mas até hoje a empresa não conseguiu encontrar uma boa forma de lucrar com isso. Mas parece que isso pode mudar.

O serviço de mensagens, que já tem 1,5 bilhão de usuários em todo o mundo, agora vai usar a sua versão de negócios para gerar receita.

As empresas que usarem o WhatsApp Business, que tem mais de 3 milhões de usuários ativos, serão cobradas se demorarem para responder ao cliente. Em entrevista ao UOL Tecnologia no mês passado, a empresa já havia sinalizado os esforços em tornar a versão para negócios uma saída importante para ganhar dinheiro.

Veja também 

Segundo o Facebook, a nova versão do WhatsApp Business é voltada para empresas de médio e grande porte. Os pequenos negócios que já utilizavam o serviço não serão impactados pela cobrança e poderão fazer tudo de graça.

Na prática, as grandes empresas vão poder tirar dúvidas, responder comentários, dar informações sobre cobranças, entregas, etc. O prazo máximo para responder gratuitamente é de até 24h. Depois disso, elas serão cobradas.

A cobrança de cada mensagem tardia vai variar de 0,5 centavo a 9 centavos de dólar, dependendo do país, segundo informações da Reuters.

E uma coisa importante: a empresa só poderá entrar em contato com os usuários que já tenham iniciado uma conversa com a empresa ou que tenham pedido para receber informações via WhatsApp.

O Facebook informou que a novidade começou a ser testada há meses e atualmente ele trabalha com 90 empresas, entre elas Uber, Wish e a companhia aérea Singapura Airlines.

Anúncios integrados entre WhatsApp e Facebook

A empresa também informou que anúncios pagos integrados ao WhatsApp começarão a aparecer na linha do tempo dos usuários do Facebook.

As empresas que desejarem poderão comprar a publicidade na rede social e o sistema vai direcionar cada usuário interessado para uma conversa direta com a companhia por meio do WhatsApp Business.

Reprodução/Facebook
Anúncio no Facebook vai direcionar usuários para conversas no WhatsApp

Outras formas de ganhar dinheiro

Durante encontro com jornalistas no mês passado, Carl Woog, chefe de comunicações do aplicativo, destacou que a divulgação de notícias, especialmente as verificadas, também pode ser usada para gerar receita.

"O jeito como estamos construindo-o hoje poderá ser usado para distribuir conteúdo jornalístico, e inclusive poderá ser usado em iniciativas como Comprova [pool de veículos de mídia comprometidos com a checagem de fatos, do qual UOL faz parte]. Por enquanto ainda estamos em fase de testes, mas no futuro esperamos poder usá-lo assim", afirmou.

Outra opção seria o WhatsApp incluir anúncios pagos em seu Status. O Facebook destaca que 450 milhões de contas do WhatsApp utilizam o Status do serviço todos os dias. Logo, poderia ser uma boa forma de conseguir dinheiro, como já acontece no Instagram Stories -- só não sei se isso seria interessante para os usuários.

Ao site TechCrunch, um porta voz do WhatApp informou que a empresa planeja adicionar as propagandas a partir de 2019. "Vamos avançar de forma lenta e cuidadosa e fornecer mais detalhes antes de colocarmos os anúncios em status", afirmou. 

Getty Images/iStockphoto

WhatsApp: quer saber como aproveitar melhor o seu mensageiro preferido?

Clique aqui

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos