WhatsApp

Em vídeo, WhatsApp faz apelo contra avanço de boatos: "Verifique os fatos"

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

Temendo a expansão cada vez maior de boatos em sua plataforma, o WhatsApp divulgou nesta quinta-feira (9) um vídeo informativo para conscientizar seus usuários sobre a importância de checar o conteúdo recebido em mensagens encaminhadas.

"Mensagens encaminhadas geralmente não foram criadas pela pessoa que as enviou. Verifique os fatos quando não souber quem criou a mensagem original", diz o vídeo.

VEJA TAMBÉM

Segundo a empresa, o vídeo será veiculado por meio de um anúncio patrocinado no Facebook nos próximos dias.

Desde junho o app começou a sinalizar esse tipo de mensagens com a palavra "Encaminhada". A função ajuda a determinar se um amigo ou familiar é o autor do conteúdo que enviou ou se o texto veio originalmente de outra pessoa.

Reprodução
WhatsApp agora avisa que mensagem foi encaminhada

Em julho, o app passou a restringir o encaminhamento para um máximo de 20 itens da sua lista no aplicativo, sejam 20 grupos, 20 pessoas, ou uma combinação de grupos e pessoas.

A motivação do WhatsApp remete aos linchamentos que ocorreram na Índia por consequência destes boatos. Na Índia, a restrição é ainda mais severa: apenas cinco mensagens. 

A violência no país tem sido atribuída a rumores de sequestros de crianças espalhados pelo app, que levaram estranhos a serem atacados nas ruas. Segundo a polícia, está sendo difícil convencer a população de que as mensagens são falsas.

O problema das notícias falsas no WhatsApp também se tornou grande no México. Um boato dizia que os lápis usados nas cédulas de papel das eleições poderiam ter suas marcas apagadas para fraudes. Ou uma teoria da conspiração sobre a seleção mexicana jogar na Copa do Mundo no mesmo dia das eleições, para esvaziar as urnas.

Já no Brasil, boatos do WhatsApp em clima de eleições também começam a preocupar, com supostas denúncias em primeira mão, declarações fajutas, difamações de candidatos ou notícias que a imprensa estaria escondendo do público.

Tanto no Brasil quanto no México, o WhatsApp é o aplicativo com maior alcance, segundo a pesquisa Futuro Digital Global 2018. Cerca de 60% da população dos dois países usa o app de conversas. De cada sete minutos que brasileiros e mexicanos passam na internet, um deles é no WhatsApp.

Use estas dicas antes de clicar em promoções falsas

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos