Será que você comprou um celular pirata? Descubra em 1 minuto

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

  • Deic/Divulgação

    Celulares de origem ilícita estão na mira da Anatel

    Celulares de origem ilícita estão na mira da Anatel

Até 24 de março de 2019 --ou seja, daqui a cerca de seis meses -- a Anatel (Agência Nacional das Telecomunicações) terá encerrado sua cruzada contra os celulares piratas em funcionamento no Brasil. E se você não faz ideia se o seu aparelho é um desses, esta dica vai lhe explicar a situação rapidamente.

Antes, entenda o contexto: a Anatel está desde maio deste ano bloqueando cerca de um milhão de celulares irregulares, segundo estimativa do próprio órgão. Esses aparelhos são impedidos de acessar a rede celular.

VEJA TAMBÉM

A ação começou com os DDDs 61, 62 e 64 (GO e DF), vai continuar em setembro em nove estados (AC, RO, TO, PR, SC, RS, MT, MS e RJ) e terminará em março de 2019 nos estados restantes das regiões Norte, Nordeste e Sudeste.

Não sabe se é irregular? Eis a dica

O site da Anatel oferece uma pesquisa por IMEI para consultar sua situação e saber se há alguma irregularidade em seu celular. 

Você pode achar o IMEI do celular na caixa do aparelho, em adesivo na parte de trás da bateria ou digitando, no discador do telefone, a sequência *#06#. Uma mensagem aparecerá com o número completo do IMEI.

Para testar seu celular, entre em um computador com internet e acesse a URL anatel.gov.br/celularlegal. Nele você fica sabendo mais detalhes sobre a iniciativa. Mas para o teste do IMEI apenas, clique em "Consulte sua situação", e na página seguinte, em "Consulte aqui a situação do seu aparelho celular".

Neste último site, digite o número do IMEI e o "captcha" (sequência de caracteres aleatórios) para verificar que você não é um robô de internet. Clique em "Consultar". Se estiver tudo bem, ele dirá a seguinte mensagem: "Até o momento o IMEI informado não possui restrições de uso".

A Anatel avisa que celulares que utilizam mais de um cartão de operadora possuem um IMEI para cada chip, sendo necessário verificar cada um dos IMEIs.

E vale lembrar que o bloqueio vale apenas para celulares irregulares novos. Ou seja, só atinge aqueles aparelhos que forem ativados a partir do momento em que as operadoras começarem a enviar avisos via mensagens de texto (SMS) sobre a ação, o que ocorre 75 dias antes das suspensões.

Aprenda a desligar o corretor automático do celular

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos