Hackeamento em massa no Instagram atinge brasileiros; veja como resolver

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Instagram

    A atriz Laura Neiva teve sua conta do Instagram hackeada

    A atriz Laura Neiva teve sua conta do Instagram hackeada

O Instagram continua sofrendo com problemas nas contas, conforme o UOL relatou há poucas semanas. Não apenas pessoas comuns, mas celebridades do Brasil e do mundo vêm sofrendo com ataques hackers na rede social.

No último dia 6 de setembro, a atriz da Globo Laura Neiva divulgou a informação de que sua conta foi hackeada. A atriz publicou um vídeo contando que os criminosos estão enviando mensagens para algumas de suas amigas e pedindo senhas para ter acesso às suas páginas no Twitter, Google e Facebook.

VEJA TAMBÉM: 

"Então, por favor, não respondam, porque eu jamais pediria as senhas de vocês", garantiu a atriz.

Em junho, o jogador de futebol Taison foi afetado. Em julho, o cantor Lucas Lucco também foi alvo de invasão em sua conta com 14,7 milhões de seguidores. A foto do perfil foi alterada e apenas quatro vídeos do IGTV do cantor permaneceram disponíveis. Na semana passada, foi a vez do surfista profissional Ian Gouveia.

Nos casos de Laura e Lucco, o conteúdo foi recuperado. Já a conta de Gouveia até o momento de publicação desta nota só disponibilizava uma foto, na qual o surfista relatou o caso. Em junho, a ex-BBB e modelo Fani Pacheco ficou sem sua conta do Instagram por nove dias.

No exterior, o surfista Kaya Alexander e o ator Noah Centineo também foram casos recentes de contas hackeadas. No ano passado, nomes como Ozzy Osbourne, Briana Jungwirth e Chloe Khan passaram por esse perrengue.

Anônimos também estão sofrendo

Não é só com celebridades. Milhares de usuários, incluindo brasileiros, têm usado nos últimos dias outras redes sociais, como o Twitter, para reclamar sobre o ocorrido.

Em muitos casos o hack segue quase sempre o mesmo padrão: o usuário tenta logar em sua conta e descobre que perdeu o acesso ou seu nome de usuário foi modificado. Então, ao seguir a recuperação de conta sugerida pelo Instagram, nota também que o endereço de email usado para o acesso foi modificado para uma conta com o fim '.ru', de origem russa.

Muitos dos usuários sofrem também com fotos apagadas, bio deletada e perfis modificados – às vezes, uma foto de uma animação ou filme da Disney/Pixar é substituída como foto de perfil no aplicativo.

A brasileira @foxwithlasers, que tem um perfil com quase 15 mil seguidores na rede social, foi uma das afetadas. A usuária reclamou que não conseguia acessar a conta, que foi invadida em agosto.

O problema é que o endereço de email da conta foi modificado pelo hacker – e todos os passos para a recuperação da conta passam pelo email. O problema foi contornado após três dias, mas ela chegou a criar uma conta temporária para explicar tudo.

Segundo dados da plataforma de análise "Talkwalker", mais de 5 mil tweets de ao menos 899 contas diferentes mencionaram o Instagram sendo hackeado em apenas sete dias de agosto. E os casos continuam. Não está claro como os hackers conseguem acesso às contas. 

Normalmente, a autenticação de dois fatores (aquela que envia uma senha temporária via SMS, como no WhatsApp) é recomendada como essencial para manter a segurança do perfil, mas usuários relataram ao site "Mashable" que foram hackeados mesmo com a funcionalidade ativada.

Instagram investiga

Em um post publicado no seu blog oficial em agosto, o Instagram disse estar ciente das dificuldades e disse estar investigando o problema, mas apenas se limitou a emitir um guia para manter contas mais protegidas. Confira as dicas:

  • Escolha uma senha forte combinando, no mínimo, seis números, letras e pontuações (como ! e -). Ela também deve ser diferente das suas senhas em outras contas.
  • Altere a sua senha com frequência, especialmente se você receber uma mensagem do Instagram pedindo para alterá-la, porque isso é um indicativo de que a sua senha pode ter sido roubada.
  • Nunca informe sua senha a pessoas desconhecidas ou que não sejam de sua confiança.
  • Ative a autenticação de dois fatores para obter segurança extra para a conta.
  • Certifique-se de que sua conta de email esteja segura, alterando as senhas de todas as suas contas
  • Saia da sua conta no Instagram ao usar um computador ou celular que compartilhar com outras pessoas.
  • Pense bem antes de autorizar aplicativos de terceiros.

No dia 28 de agosto, o Instagram divulgou novas ferramentas de segurança: a "Sobre esta conta", que informa dados como a data de início, país e alteração de nome de usuário da conta; um atalho para contas solicitarem o selo azul de verificação; e o suporte para autenticação de apps terceiros para verificação de dois fatores. Tomara que ajudem a resolver esta crise.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos