Como um plano de celular virou 'queridinho' e tem até convites à venda

Gabriel Francisco Ribeiro

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images

    Internet abundante pagando menos, quem não quer? Mas, não é fácil

    Internet abundante pagando menos, quem não quer? Mas, não é fácil

Imagine um plano de celular oferecer até 20 GB de navegação de internet por mês por apenas R$ 55. Parece uma loucura, mas um plano assim existe e é por isso que ele virou "queridinho" de muitos brasileiros ávidos por conexão -- ao ponto de ter até um comércio paralelo de convites para o Tim Beta. Sim, é isso mesmo que você leu.

Veja também

E isso rola porque a maneira mais eficaz de entrar no Tim Beta é por meio de convite de alguém que já tenha contratado o plano. Você pode também se cadastrar nesse plano pré-pago pagando uma taxa na central de atendimento, mas contará com menos benefícios

Para você ter uma ideia, o plano Beta Lab da Tim, esse que dá 20 GB por R$ 55, garante quase 10 vezes mais internet que os concorrentes costumam dar pelo mesmo valor.

A própria Tim reconhece que essa estratégia, que mira os jovens e as pessoas que usam muitos dados online (por exemplo, os motoristas de aplicativos de transporte), serve para dar "um ganho de imagem relevante para a empresa", segundo Renato Ciuchini, gerente de Marketing Consumer da Tim Brasil. "Por ser um plano exclusivo e 'gamificado', o Tim Beta se tornou um 'objeto de desejo' de muitos consumidores", disse ele.

Isso quer dizer que ampliar o acesso ao Tim Beta, como seria meio óbvio, faria a empresa perder essa força do fetiche.

"Estender os benefícios para outros planos prejudicaria uma das principais características dessa oferta, que é questão da exclusividade", alega Ciuchini.

As vantagens

Então, se você der sorte de conseguir um convite, saiba que, de cara, o Tim Beta é complicado para um leigo entender. As vantagens são "gamificadas", ou seja, os clientes acumulam pontos para subir de categoria e ter acesso a mais benefícios (como num jogo).

São duas categorias principais. A primeira é a Beta, que pode ser ativada com créditos mensais (R$ 55, com 10 GB de internet, SMS à vontade e 600 minutos para qualquer operadora usando 41), semanais (R$ 10, com 1,5 GB de internet, SMS à vontade e 100 minutos para qualquer operadora usando 41) e diários (R$ 1,30, com 100 MB de internet, SMS à vontade e ligações à vontade para Tim).

Já é bem mais vantajoso que a maioria dos planos disponíveis, mas o Beta Lab mensal é ainda mais atraente. Com carregamentos mensais de R$ 55, você recebe 20 GB de internet, 2.000 minutos para qualquer operadora com 41 e SMS à vontade. No semanal, por R$ 10 você pode gastar 2,5 GB de internet, 150 minutos para qualquer operadora no 41 e SMS à vontade. E no diário, de R$ 0,90, você tem 100 MB, SMS à vontade e ligações à vontade para Tim.

Em concorrentes, é possível achar planos que oferecem 3,5 GB de internet por volta de R$ 60 --como o atual plano controle da Vivo. Já a Claro conta com um plano controle que dá 6 GB de internet por R$ 59. 

"Consigo passar o mês usando o 4G o dia inteiro que nunca passei dos 10 GB. A velocidade é boa, vejo Netflix, YouTube e afins tranquilamente. Mesmo quando eu utilizo muito essas plataformas, não há muito consumo. Já fiquei mais de 1 hora usando Netflix sem download e nunca gastei mais que 100 MB", explica Daniela Fernanda, nutricionista de 23 anos e membro do Tim Beta há nove meses. 

Além das vantagens oferecidas, os Beta Labs são os responsáveis por enviar convites a outros usuários. Mas, para virar um Beta Lab, é preciso entrar na confusa gamificação da Tim. 

"Não dá para entender muito, não dão muitos detalhes de cada ponto. É recarga, consumo de internet e principalmente redes sociais. Tem o Facebook, Twitter e Pinterest. Só de logar você ganha ponto, e quanto mais você usa esses aplicativos, mais ganha. Mas não explica, só dá um arredondamento e a atualização é defasada. São rodadas que duram 60 ou 90 dias", aponta Daniela.

Reprodução
Pontos do Tim Beta são acumulados de diferentes formas

O importante de cada rodada é atingir 1.600 pontos e, assim, conseguir os benefícios do Beta Lab --mas não é difícil chegar à marca, segundo Daniela.

Para ela, o problema do Beta é a falta de uma escolha fixa de plano ao virar o mês e de uma explicação mais detalhada do ranking de pontuação, com uma atualização mais eficaz dos pontos -- a Tim afirma que a atualização é feita semanalmente. 

A cada nova rodada de pontos acumulados, os pontos zeram.

Venda de convites é vetada

Para ter o plano, o usuário precisar entrar no site do Tim Beta e conectar-se com o Facebook. A partir daí, o usuário pode ver quais dos seus amigos são Beta Lab e podem pedir um convite para eles. 

Nem tudo funciona corretamente. No teste feito pela reportagem, a Tim mostrou uma mensagem afirmando que nenhum dos meus amigos na rede social era Beta Lab --mesmo tendo uma pessoa que faz parte do plano e tinha um convite à disposição. Isso só foi resolvido após o próprio usuário do plano enviar um convite. 

E, sim, existem convites à venda em sites populares, como o Mercado Livre, por exemplo. Eles custam entre R$ 25 e R$ 50 --é claro que, ao fazer a aquisição fora da plataforma, o usuário estará por sua conta e risco. A própria Tim afirma que pode punir quem comprar ou vender convites.

"A compra e a venda de convites Tim Beta são consideradas uso indevido da oferta e passível de bloqueio da linha. A Tim condena esta prática e reforça que, para aderir ao plano, o consumidor deve seguir o passo a passo mencionado", aponta Ciuchini.

Vez ou outra, a própria Tim acaba liberando alguns convites para usuários de outros planos seus que se encaixam com o Beta, mas isso é menos eficaz que o convite de amigos. Então, fique de olho. Um usuário Beta Lab só pode enviar convite para alguém do seu Facebook. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos