Já era! WhatsApp do iPhone deverá ser o primeiro a ter anúncios

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images

    WhatsApp deverá mostrar anúncios após um certo número de Status exibidos

    WhatsApp deverá mostrar anúncios após um certo número de Status exibidos

Corram para as montanhas, pois o último baluarte livre de anúncios no celular está prestes a cair. Segundo informação do "WAbetaInfo", fonte confiável de vazamentos sobre o app, o WhatsApp já está trabalhando para implementar anúncios no aplicativo para iOS (iPhone).

A fonte soltou a informação --que por enquanto ainda é um rumor-- em meio ao contexto da entrevista dada na semana passada por Brian Acton, cofundador do WhatsApp que deixou a empresa em 2017.

VEJA TAMBÉM

Ao retuitar uma notícia comentando a entrevista, o "WABetaInfo" também explicou como os anúncios funcionarão. "Depois de visualizar um certo número de Status, o WhatsApp poderá exibir um anúncio."

Na entrevista à "Forbes",  Acton disse que desde o ano passado o chefe do Facebook, Mark Zuckerberg, vem estudando a implementação de propaganda direcionada no WhatsApp Status, recurso de postagens com duração de apenas 24 horas.

A monetização do WhatsApp foi o principal tema de discórdia entre os fundadores do WhatsApp --Acton e o ucraniano Jan Koum, que também deixou a empresa em abril-- e o Facebook, que comprou o app em 2014.

Acton e Koum sempre odiaram anúncios em serviços web e não queriam isso no WhatsApp, e chegaram a prometer queisso jamais aconteceria no serviço deles. Em um post de 2014, explicando a compra pelo Facebook, disseram: "Você pode continuar a contar com um serviço sem nenhum tipo de propaganda interrompendo a sua comunicação".

Enquanto isso, Zuckerberg achava --e ainda deve achar-- que seria a forma mais eficiente de gerar lucro com o app. Foi o que ele fez com o Instagram, adquirido pelo Facebook em 2012.

Os anúncios não têm data para chegar ainda, até porque a empresa ainda não confirmou a informação. Mas o "WABetaInfo" tem alto grau de acertos em suas previsões, então em breve devemos ficar sabendo mais sobre isso.

Mas é certo que o WhatsApp precisa lucrar para justificar os US$ 22 bilhões investidos nele há quatro anos. Então devemos ver outras iniciativas do gênero, como o WhatsApp Business, já em funcionamento. Outras formas estudadas são a divulgação de notícias verificadas e futuras transações comerciais realizadas no app.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos