Microsoft apresenta Outlook.com, serviço grátis de e-mail integrado com redes sociais

  • Reprodução

    Usuário pode acessar o serviço com login e senha do Hotmail ou criar novo endereço

    Usuário pode acessar o serviço com login e senha do Hotmail ou criar novo endereço

A Microsoft revelou nesta terça-feira (31) uma versão reformulada e adaptada ao Facebook de seu serviço de e-mail online, chamado Outlook.com. A novidade, que pode ser acessada com mesmo login e senha usados no Hotmail, representa um esforço da companhia para reverter as perdas de mercado para o Gmail, do Google.

O Hotmail continua existindo paralelamente à novidade e, nos próximos meses, os usuários do serviço antigo serão convidados a adotar a novidade. 

A empresa alterou a aparência de serviço de e-mail, facilitando a conexão com redes sociais e oferecendo novos recursos para lidar com spams que soterram as caixas de entrada. O usuário pode usar o endereço do Hotmail ou criar um novo login para o serviço, com final @outlook.com.

Com essa nova versão, fica fácil se conectar às contas do Facebook, Twitter, LinkedIn e Google+, para ver as mais recentes atualizações de seus amigos e contatos. Os usuários também poderão acessar o chat do Facebook -- a Microsoft possui parte das ações da rede social.

O novo visual é simples e nada poluído, com muito espaço em branco, e lembra a recente reformulação do Gmail empreendida pelo Google. A publicidade é veiculada de forma discreta em uma coluna ao lado direito da tela, e só quando o usuário visualiza suas pastas de arquivo. Não são veiculados anúncios quando as mensagens estão abertas.

Em junho, o Hotmail ainda aparecia como o maior serviço mundial de e-mail, de acordo com os dados mais recentes da comScore. A companhia calcula seu total de usuários em 324 milhões, ou cerca de 36% do mercado mundial. A marca, no entanto, está perdendo usuários para o Gmail, um rival que vem crescendo rapidamente e já detém 31% do mercado. O Yahoo permanece estável, com 32%.

O Hotmail, lançado em 1996, foi um dos primeiros de e-mail, e a Microsoft não o atualizava havia oito anos. “Muita coisa mudou e acreditamos que seja a hora de um e-mail de cara nova", afirmou Chris Jones, o vice-presidente da divisão Windows Live da Microsoft, em um post no blog da empresa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos