Toshiba prepara venda da Landis+Gyr por US$2 bi, dizem fontes

Por Christoph Steitz e Arno Schuetze e Oliver Hirt

FRANKFURT/BERLIM/ZURIQUE (Reuters) - A japonesa Toshiba está preparando um potencial desinvestimento de 2 bilhões de dólares no grupo de medidores inteligentes Landis+Gyr, na esperança de levantar capital após uma grande baixa contábil em sua unidade nuclear nos EUA no mês passado, disseram três pessoas familiarizadas com o assunto.

O grupo contratou o UBS para explorar uma possível venda ou oferta inicial de ações do negócio sediado na Suíça, que poderia ocorrer no segundo semestre, acrescentaram.

Uma porta-voz da Toshiba na Europa se recusou a comentar. O UBS também se recusou a comentar.

Os fabricantes de medidores inteligentes viram uma onda de atividade de fusões e aquisições, com três grandes fabricantes colocadas à venda somente na Alemanha, na medida em que a indústria energética se torna digital e depende cada vez mais de dados de consumo em tempo real.

A Landis+Gyr, na qual a Toshiba detém uma fatia de 60 por cento, emprega mais de 5.700 funcionários e atua em mais de 30 países. A empresa disse na semana passada que as vendas crescerão quase 5 por cento, para 1,64 bilhão de dólares no ano fiscal encerrado neste mês, acrescentando que "não foi afetada pelos desafios da Toshiba".

A Toshiba anunciou um prejuízo de 6,3 bilhões de dólares em seu negócio nuclear nos EUA no mês passado, eliminando sua participação acionária e fazendo com que buscasse desinvestimentos para criar um amortecedor para qualquer novo problema financeiro.

Entre os potenciais interessados no negócio estariam CVC, Cinven, Advent, KKR, Blackstone, Onex e Clayton, Dubilier & Rice, disse uma das fontes, acrescentando que conglomerados industriais tendem a não entrar na disputa.

A Toshiba comprou a Landis+Gyr em 2011 por 2,3 bilhões de dólares em parceria com a Network Corporation of Japan (INCJ), que detém os 40 por cento restantes na empresa.

O negócio avaliaria a Landis+Gyr em 10 a 11 vezes o Ebitda anual, duas fontes disseram, em linha com as 10,7 vezes que a empresa de tecnologia de água dos EUA Xylem pagou pela Sensus no ano passado.

A Toshiba tentará posicionar a Landis+Gyr como grupo industrial suíço, na esperança de alcançar múltiplos de Ebitda semelhantes aos da Geberit, Sulzer ou Belimo, que é avaliada entre 12 a 19 vezes o Ebitda.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos