Governo britânico deve enviar acordo entre Sky e Fox a regulador

LONDRES (Reuters) - A aquisição planejada do grupo europeu de TV por assinatura Sky por Rupert Murdoch provavelmente será investigada para se saber se é de interesse público, alertou o governo britânico nesta sexta-feira.

A Twenty-First Century Fox, empresa de Murdoch nos Estados Unidos, que detém 39 por cento da Sky, notificou oficialmente a Comissão Europeia de sua oferta de 11,7 bilhões de libras (14,3 bilhões de dólares) para comprar o resto da Sky e deu início ao que deve ser um processo custoso politicamente.

A secretária de Mídia, Karen Bradley, disse que provavelmente intervirá para ver se uma empresa controlaria muito da mídia britânica e se os novos proprietários teriam um compromisso genuíno com os padrões de transmissão.

O acordo, anunciado em dezembro, aconteceu cinco anos depois que um escândalo político e criminal no negócio de jornal britânico de Murdoch desestabilizar uma oferta anterior.

A Fox disse que tinha antecipado que os reguladores empreenderiam uma revisão completa da transação, e esperava trabalhar com eles.

"Acreditamos que a combinação da 21st Century Fox com a Sky vai criar uma empresa mais adequada para competir em uma indústria em rápida evolução e estamos confiantes de que a transação será aprovada com base em um conjunto de fatos convincentes", disse a empresa norte-americana.

(Reportagem de Paul Sandle)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos