Vendas de tablets devem cair pelo 3º ano seguido em 2017, estima IDC Brasil

SÃO PAULO (Reuters) - As vendas de tablets no mercado brasileiro devem encolher pelo terceiro ano consecutivo em 2017, informou nesta quinta-feira a consultoria especializada em tecnologia da informação IDC Brasil.

A empresa prevê uma queda de 7 por cento na comparação com 2016, para 3,7 milhões de unidades. Ainda assim, o recuo é menor que o do ano passado, quando foram comercializados cerca de 4 milhões de tablets, 32 por cento menos ante 2015, de acordo com o levantamento.

Do total de tablets negociados no último ano, apenas 26,5 mil foram notebooks com telas destacáveis. Ainda segundo o IDC Brasil, os produtos à venda em 2016 custavam, em média, 3 por cento mais na comparação com o ano anterior.

"Em 2015, os tablets custavam, em média, 500 reais. No ano passado, os preços ficaram na faixa de 513 reais", afirmou Wellington La Falce, analista de mercado da IDC Brasil. De acordo com ele, apenas três empresas responderam por 80 por cento do mercado de tablets em 2016.

(Por Gabriela Mello)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos