Britânica BT chega a acordo sobre Openreach em disputa de banda larga

LONDRES (Reuters) - O maior grupo de telecomunicações da Grã-Bretanha, a BT, concordou em transformar a sua divisão que administra a rede de banda larga nacional em uma empresa legalmente separada, em uma tentativa de melhorar a infraestrutura digital do país e resolver uma batalha regulatória de dois anos.

A BT ficou sob ataque depois que rivais, incluindo Sky, TalkTalk e Vodafone, acusaram a Openreach, a divisão que fornece banda larga a milhões de casas e empresas, de entregar um serviço ruim.

A Openreach, dizem eles, não investe o suficiente na rede e funciona para atender necessidades da BT, em vez dos interesses das necessidades de banda larga no Reino Unido.

Sob o acordo fechado com o regulador de telecomunicações Ofcom, a BT criará uma empresa legalmente separada que terá sua própria marca sem o logotipo da BT. Cerca de 32 mil funcionários irão se mudar para a nova empresa, que terá seu próprio conselho independente.

O regulador quer que a BT Openreach use mais dinheiro para atualizar suas redes de cobre para fibra, para acompanhar outros europeus como a Espanha e países como a Coreia do Sul e o Japão.

A resolução para a longa disputa virá como um alívio para os investidores, que temiam que o Ofcom poderia forçar uma separação estrutural completa da empresa.

As ações da BT subiam cerca de 4 por cento nesta sexta-feira.

(Reportagem de Kate Holton e Paul Sandle)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos