Mercado digital impulsiona ganhos do New York Times

(Reuters) - O The New York Times reportou o maior crescimento da receita trimestral em seis anos, superando estimativas do mercado, como a disparada das assinaturas digitais em meio às eleições presidenciais norte-americanas.

A companhia adicionou 308 mil novos assinantes digitais no trimestre, superando o recorde trimestral anterior de 276 mil.

A receita total cresceu 5,1 por cento para 398,8 milhões de dólares, superando a média das estimativas de analistas de 381,96 milhões de dólares, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

A receita com anúncios digitais, que agora representa cerca de 38 por cento da receita total com propaganda, cresceu 18,9 por cento, para 49,7 milhões de dólares. A receita com anúncios impressos continuou a cair, com queda de 17,9 por cento para 80,4 milhões de dólares no trimestre.

O jornal tem investido forte para impulsionar as ofertas digitais com foco em dispositivos móveis e marketing de marca, bem como outros serviços para atrair leitores.

Os lucros operacionais cresceram 4,5 por cento para 367,4 milhões de dólares no período. A empresa tomou medidas de redução de custos, incluindo demissões e o encerramento de algumas operações em Paris.

O lucro líquido atribuível a empresa foi de 13,2 milhões de dólares, comparado com perda de 8,3 milhões de dólares em 2016.

(Por Laharee Chatterjee)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos