Venda fraca de iPhone afeta ações de fornecedores da Apple

LONDRES (Reuters) - As ações de fornecedores norte-americanos e europeus de microchips, sensores e circuitos da Apple caíram nesta quarta-feira, depois que as vendas do iPhone ficaram abaixo do esperado no segundo trimestre.

Os fornecedores dependem das vendas do iPhone para compor parte de seus lucros e em alguns casos o anúncio da Apple na terça-feira reacendeu preocupações sobre exposição excessiva das empresas à Apple.

A Apple anunciou na terça-feira que vendeu 50,76 milhões de iPhones no trimestre encerrado em 1º de abril, caindo de 51,19 milhões de unidades no ano anterior. O anúncio indicou que os consumidores podem ter adiado compras do aparelho em antecipação à edição de décimo aniversário de lançamento do produto.

As ações da Dialog Semiconductor, que fornece sistemas de gerenciamento de energia para a Apple, fecharam em queda de 2,5 por cento e ficou entre as principais baixas do dia na Europa.

A Imagination Technologies, empresa britânica que produz chips gráficos usados no celular da Apple, teve desvalorização de 3,3 por cento. Em abril, a Apple, maior cliente da Imagination, disse que pode parar de usar a tecnologia da empresa dentro de 15 a 24 meses, o que fez a companhia britânica perder dois terços de seu em um único pregão.

A STMicro, que fornece os acelerômetros do celular, giroscópios e sensores de movimento, caiu 1,8 por cento nesta quarta-feira. Enquanto isso, a ASML, maior fornecedora europeia de fabricantes de chips de computadores, teve queda de 0,4 por cento.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos