Rússia bloqueia aplicativo de mídia social chinês WeChat

HONG KONG/MOSCOU (Reuters) - O órgão fiscalizador de telecomunicações da Rússia bloqueou o WeChat, aplicativo chinês de mídia social desenvolvido pela Tencent Holdings.

O acesso foi restringido desde 4 de maio, segundo informações publicadas no site da órgão regulador russo. Desde seu lançamento em 2011, o WeChat tornou-se a plataforma de mídia social móvel mais popular da China.

Segundo a imprensa russa, o órgão regulador Roskomnadzor, que não estava imediatamente disponível para comentários neste sábado, disse que o acesso foi restringido após o WeChat se recusar a fornecer informações de contato para o registro do regulador.

A Tencent disse à Reuters que estava verificando o status do WeChat na Rússia e que estava em diálogo com as autoridades competentes.

Sanções são estipuladas na Rússia para "organizadores de distribuição de informação na internet" que falharem em cumprir com a legislação russa de informação, tecnologias da informação e segurança da informação.

(Reportagem de Anne Marie Roantree e Sijia Jiang em Hong Kong e Maria Kiselyova em Moscou)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos