UE acusa Altice de assumir controle da Portugal Telecom antes de aprovação de aquisição

Por Philip Blenkinsop

BRUXELAS (Reuters) - A Comissão Europeia acusou nesta quinta-feira o grupo de telecomunicações Altice de violar regras da União Europeia ao tomar controle da Portugal Telecom antes da aquisição da companhia ter sido aprovada por autoridades do bloco de países.

A Altice informou que vai se defender das acusações da Comissão. "A Altice não concorda com as conclusões preliminares da Comissão Europeia e vai encaminhar uma defesa completa", afirmou a companhia.

Se a Comissão concluir que a Altice agiu muito cedo, o órgão executivo da UE poderá impor uma multa de até 10 por cento do faturamento anual da companhia. A receita consolidada da Altice em 2016 somou 23,5 bilhões de euros.

A Altice comprou a Portugal Telecom em 2014 em um acordo de 7,4 bilhões de euros com a Oi.

A Altice, fundada e controlada pelo bilionário franco-israelense Patrick Drahi, foi multada pelo órgão de defesa da concorrência na França no ano passado sob acusações similares relacionadas à aquisição do grupo SFR.

A Comissão Europeia acrescentou que a investigação não impactou sua aprovação da transação.

(Reportagem adicional de Sudip Kar-Gupta e Mathieu Rosemain em Paris)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos