União Europeia multa Facebook em 110 mi de euros por acordo com Whatsapp

BUXELAS (Reuters) - Órgãos reguladores antitruste da União Europeia multaram o Facebook em 110 milhões de euros nesta quinta-feira por fornecer falsas informações durante análise de seu acordo de aquisição do Whatsapp em 2014.

Chamando a multa de "proporcional e dissuasiva", a Comissão Europeia, que atua como fiscal da competitividade da UE, contou que o Facebook disse que não poderia combinar as contas de usuários em sua plataforma e no Whatsapp, mas dois anos depois lançou um serviço que faz exatamente isso.

"A Comissão descobriu que, ao contrário das declarações do Facebook em 2014 no processo de análise da fusão, as possibilidades técnicas para combinar automaticamente as contas de usuários no Facebook e no Whatsapp já existiam em 2014, e que a equipe do Facebook estava ciente de tal possibilidade", disse a Comissão.

O Facebook declarou que os erros cometidos em 2014 não foram intencionais, que a multa não revogaria a decisão da Comissão de aprovar a aquisição do Whatsapp e não tem relação com investigações separadas sobre questões de proteção de dados.

O Facebook também recebeu uma multa do regulador de dados francês de 150 mil euros na terça-feira por não impedir que dados de seus usuários fossem acessados por anunciantes.

Na semana passada, autoridades antitruste da Itália multaram o Whatsapp em 3 milhões de euros por obrigar usuários a concordar em compartilhar seus dados pessoais com o Facebook.

(Por Robert-Jan Bartunek)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos