Vírus WannaCry impacta correio russo e expõe deficiências de segurança

MOSCOU (Reuters) - O serviço de correio da Rússia foi afetado pelo ciberataque global de 12 de maio e alguns de seus computadores continuam bloqueados, disseram três funcionários em Moscou, no mais recente sinal das fraquezas que fizeram do país uma importante vítima da campanha global de extorsão promovida pelo vírus WannaCry.

O vírus comprometeu o sistema automatizado de gerenciamento de filas e infectou terminais que funcionavam com o antigo Windows XP, disse um dos trabalhadores. Em algumas partes da capital russa terminais ainda estavam inoperantes esta semana, mas não se sabe exatamente quantas agências foram afetadas.

Um porta-voz do correio russo, disse que nenhum computador foi infectado, mas alguns terminais estão temporariamente desligados como precaução. "O ataque não afetou o correio russo, todos os sistemas estão funcionando e estão estáveis", disse.

Outras instituições no país disseram que foram infectadas pelo vírus, ressaltando a rapidez de Moscou em mostrar que também é uma vítima frequente de crimes digitais e contrariando alegações dos Estados Unidos e da Europa sobre hackers patrocinados pela Rússia.

Dos 300 mil computadores infectados em todo mundo pelo WannaCry, 20 por cento estão na Rússia, de acordo com uma estimativa inicial de pesquisadores de segurança digital na semana passada.

"Muitas companhias na Rússia usam sistemas desatualizados e antivírus antigos", disse Nikolay Grebennikov, o vice-presidente de pesquisas e desenvolvimento na Acronis, empresa de proteção de dados. "Em grandes companhias atualizações são difíceis de executar e evitadas por causa do orçamento e escala."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos