Descoberta de nova vulnerabilidade aumenta apreensão de outro WannaCry

CINGAPURA (Reuters) - Uma falha encontrada recentemente no software de rede deixa dezenas de milhares de computares possivelmente vulneráveis a um ataque similar ao causado pelo WannaCry, vírus que infectou mais de 300 mil computadores pelo mundo, pesquisadores de segurança cibernética disseram nesta quinta-feira.

Na véspera, o Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos anunciou a vulnerabilidade que poderia ser usada para assumir o controle de um computador afetado, e exigir que usuários e administradores solicitem o conserto.

Rebekah Brown, da companhia de cybersegurança Rapid7, contou à Reuters que ainda não foram encontrados sinais de que hackers estejam explorando a falha nas primeiras 12 horas desde que a descoberta foi anunciada. Mas ela disse que os pesquisadores levaram apenas 15 minutos para desenvolver um vírus que se aproveitou da vulnerabilidade.

A Rapid7 disse ter encontrado mais de 100 mil computadores executando versões vulneráveis do software Samba, software de rede livre desenvolvido para computadores Linux e Unix. É provável que haja muitos mais, disse a empresa.

Segundo Brown, a maioria dos computadores encontrados operam versões desatualizadas do sistema e não podem ser concertados. Alguns são equipamentos utilizados por empresas e organizações, mas a maioria pertencem a usuários domésticos.

A vulnerabilidade pode ser usada para criar um vírus como o que permitiu a rápida disseminação do WannaCry, mas isso exigiria uma medida extra contra os ataques.

(Por Jeremy Wagstaff)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos