Vietnã diz que Google vai cooperar com retirada de conteúdo 'tóxico' da plataforma

Por My Pham

HANÓI (Reuters) - A Alphabet, holding controladora do Google, vai trabalhar com o governo vietnamita para eliminar informações "tóxicas" e ilegais de sua plataforma, informou o governo do país nesta sexta-feira.

O Vietnã tolera pouco grupos de dissidência e de direitos humanos e países ocidentais têm criticado o país pelas prisões de blogueiros contrários ao governo.

Em fevereiro, o país se queixou do conteúdo ofensivo e "tóxico" antigoverno no Facebook e no YouTube, o canal de vídeos do Google, pressionando as empresas locais a conter os esforços de publicidade até que as empresas de mídia social encontrassem uma solução.

A Alphabet fez garantias durante reunião entre o presidente do conselho da empresa, Eric Schmidt, e o primeiro-ministro vietnamita, Nguyen Xuan Phuc, em Hanói nesta sexta-feira, segundo informações do site do governo.

"O Sr. Eric Schmidt disse que vai cooperar de perto com o Vietnã para remover informação tóxica violando as leis vietnamitas e vai considerar abrir escritório de representação no país", informou o governo.

O Google, por sua vez, disse que não tem planos imediatos de abrir escritório no Vietnã.

"Temos claras políticas para pedidos de retirada (de conteúdo) de governos de todo o mundo, e essas políticas não mudaram", afirmou o porta-voz da empresa, Taj Meadows, por email.

"Dependemos que os governos nos notifiquem do conteúdo que eles acreditam ser ilegal por meio de processos oficiais e, quando apropriado, restringiremos o mesmo após uma avaliação completa", acrescentou.

O YouTube e o Facebook respondem por dois terços do mercado de mídias digitais do Vietnã, conforme a agência doméstica Isobar Vietnã.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos