Alemanha detecta software de fraude de emissões em modelos Audi, diz jornal

BERLIN (Reuters) - Uma comissão do governo alemão detectou um software ilícito que frauda o controle de emissões de poluentes nos modelos A8 da marca de luxo Audi, pertencente à Volkswagen , reportou o Bild nesta quinta-feira, sem citar a fonte da informação.

O ministro de Transportes da Alemanha, Alexander Dobrindt, pediu que os veículos afetados da Audi, com motores de seis e oito cilindros movidos a diesel -- cerca de 25 mil carros no total --, sejam alvo de recall, disse o jornal.

O ministro estabeleceu um prazo até 12 de junho para a fabricante de automóveis chegar a um plano abrangente para lidar com a situação, segundo a publicação.

A Audi disse que a fabricante está em intensas discussões com o Ministério dos Transportes alemão e com a autoridade de veículos automotivos do país, a KBA, sem mais explicações.

Dos 25 mil carros afetados com os chamados padrões de emissões Euro-5, cerca de metade foram vendidos no mercado doméstico alemão, disse o Bild, acrescentando que o restante foi vendido principalmente em outros países europeus.

O ministério dos Transportes não comentou imediatamente sobre o assunto.

(Por Andreas Cremer)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos