Google pode ser multado pela UE em caso de compras online antes de agosto, dizem fontes

Por Foo Yun Chee

BRUXELAS (Reuters) - Reguladores antitruste querem aplicar antes de agosto uma pesada multa contra o Google por conta do serviço de comércio online, disseram duas fontes familiarizadas com o assunto.

A decisão da Comissão Europeia acontecerá após uma investigação que já dura sete anos sobre o mais popular mecanismo de busca do mundo, desencadeada por diversas queixas de concorrentes norte-americanas e europeias.

Em abril de 2015, a autoridade de defesa econômica da UE acusou o Google de distorcer resultados de buscas na internet para favorecer seu serviço de comércio online, prejudicando rivais e consumidores.

A Comissão e o Google não quiseram comentar. A companhia norte-americana rejeitou no passado as acusações, dizendo que reguladores desconsideraram a concorrência de empresas de vendas online como Amazon e eBay.

Multas para empresas consideradas culpadas de violar regras antitruste da UE podem chegar a 10 por cento de sua receita global, que, no caso do Google, pode ser de cerca de 9 bilhões de dólares em relação à receita de 2016.

Além da multa, a Comissão dirá ao Google que pare suas alegadas práticas anti-competitivas, mas não está claro quais medidas seriam aplicadas para que a companhia adotasse um tratamento igualitário para resultados de compras online.

(Por Foo Yun Chee)

((Tradução Redação São Paulo; + 55 11 5644-7712))

REUTERS AAP

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos