Qualcomm não apresentou concessões na oferta à NXP, dizem reguladores

BRUXELAS (Reuters) - A fabricante norte-americana de chips para celulares Qualcomm não ofereceu concessões até agora na oferta de 38 bilhões de dólares para comprar a NXP Semiconductors, disseram reguladores antitruste da União Europeia nesta sexta-feira, elevando o risco de estender a análise do negócio.

A Qualcomm, que fornece chips para a Apple, tinha até 1º junho para propor concessões para dissipar possíveis preocupações com concorrência sobre o maior negócio da indústria de semicondutores.

A autoridade de competição da UE conclui em 9 de junho a revisão preliminar do acordo. O órgão pode aprovar o negócio sem restrições ou estender a análise por até quatro meses.

Rivais pediram à Comissão Europeia para garantir que possam usar a tecnologia da NXP, conhecida como Mifare, uma vez que o acordo seja firmado, disseram pessoas a par do assunto.

A tecnologia está integrada em cartões de acesso de edifícios e transportes públicos, bem como em celulares dobráveis. Os competidores também querem que a Qualcomm concorde com práticas justas de licenciamento, disseram.

(Por Foo Yun Chee)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos