UE abre investigação sobre acordo de US$38 bi entre a Qualcomm e NXP

BRUXELAS (Reuters) - Autoridades antitruste da União Europeia abriram nesta sexta-feira uma investigação sobre a oferta de 38 bilhões de dólares da fabricante norte-americana de chips Qualcomm pela NXP Semiconductors, preocupadas que a combinação das empresas possa pressionar os rivais e gerar aumento de preços.

Também há preocupação de que companhia poderia desenvolver a capacidade e o incentivo para alterar as práticas de licenciamento de propriedade intelectual da NXP, em particular a tecnologia NFC, ao transferi-las para o portfólio de patentes da Qualcomm, disse a Comissão Europeia.

O órgão regulador da União Europeia expressou preocupações sobre a redução da competição no setor de semicondutores usados em carros. Uma decisão deve ser tomada sobre o acordo até 17 de outubro.

A Qualcomm disse estar confiante em resolver as preocupações da UE e acrescentou que ainda espera fechar o negócio até o fim do ano. Reguladores antitruste dos EUA deram sinal verde para o acordo em abril, sem exigir concessões.

A Reuters informou no dia 2 de junho que a Qualcomm, que fornece chips para fabricantes de celulares Android e para a Apple, poderia estar sujeita a uma longa investigação da UE depois de se recusar a oferecer concessões para resolver as preocupações do bloco apresetadas em uma revisão preliminar.

(Por Foo Yun Chee)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos