Assessor de tribunal francês diz que Google não deve ser responsabilizado por impostos atrasados

PARIS (Reuters) - O gigante de internet norte-americano Google, da Alphabet, não deve ser responsabilizado por mais de 1 bilhão de euros (1,13 bilhão de dólares) em impostos atrasados na França, recomendou a juízes franceses um assessor judiciário independente, de acordo com funcionário do tribunal na terça-feira.

O assessor jurídico disse que o Google não tem "estabelecimento estável" ou presença tributável suficiente para ficar pendurado com 1,115 bilhão de euros em impostos atrasados, disse o funcionário.

Os juízes de um tribunal administrativo de Paris devem proferir uma decisão sobre o caso na primeira quinzena de julho, disse o funcionário da corte à Reuters.

Os promotores abriram uma investigação preliminar de fraude fiscal em 2015. A empresa disse que está totalmente em conformidade com a lei.

O Google paga poucos impostos na maioria dos países europeus, pois declara quase todas as suas receitas na Irlanda, que tem impostos mais baixos.

(Por Simon Carraud)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos