Rússia ameaça bloquear serviço de mensagens Telegram

MOSCOU (Reuters) - O regulador de comunicação da Rússia, Roskomnadzor, acusou nesta sexta-feira o aplicativo de mensagens do Telegram de violar a legislação russa e disse que poderia bloqueá-lo se não fornecer informações sobre a empresa que a controla.

O chefe de Roskomnadzor, Alexander Zharov, disse em carta publicada no site do regulador que o tempo está acabando para o Telegram fornecer a informação necessária.

Pavel Durov, fundador do Telegram, disse que o aplicativo não foi bloqueado em nenhum outro país, acrescentando que, se o aplicativo for banido na Rússia, os funcionários do governo confiarão suas comunicações a serviços de outros países.

"Assim que o Telegram for bloqueado, a correspondência das autoridades russas, sua comunicação com amigos e parentes, bem como outros dados sensíveis via WhatsApp/Viber, serão migrados para serviços controladas pela Apple e pelo iCloud/Google Drive, dos EUA", escreveu na rede social VKontakte.

(Reportagem de Alexander Winning)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos