EUA revelam novo plano de segurança para evitar proibição de computadores em voos

WASHINGTON/NOVA YORK (Reuters) - O secretário de Segurança Interna dos Estados Unidos, John Kelly, revelou nesta quarta-feira medidas de segurança para voos internacionais que chegam ao país no que autoridades disseram ser um movimento que visa acabar com uma proibição limitada de laptops e outros grandes dispositivos eletrônicos em voos e impedir sua expansão para mais aeroportos.

As novas medidas, que autoridades europeias e norte-americanas disseram que começariam a surtir efeitos dentro de três semanas, podem impor tempo de triagem adicional para os 325 mil passageiros de aviões que chegam aos Estados Unidos diariamente.

"Inação não é uma opção", disse Kelly a jornalistas, acrescentando que acredita que as companhias aéreas vão cumprir com as novas medidas de triagem. Porém, ele afirmou que as medidas não serão as últimas para ampliar a segurança.

A decisão de não impor novas restrições a computadores é um estímulo para as companhias aéreas norte-americanas e europeias, que estavam preocupadas com uma possível expansão da proibição para a Europa e outras localidades, algo que poderia causar problemas logísticos significativos e desencorajar algumas viagens.

As autoridades norte-americanas estão exigindo triagem aprimorada de dispositivos eletrônicos pessoais, passageiros e detecção de explosivos envolvendo cerca de 2 mil voos comerciais que chegam diariamente aos EUA.

Autoridades de segurança interna disseram aos jornalistas que esperavam que mais de 99 por cento das companhias aéreas aprovem o novo plano, uma ação que efetivamente acabará com a controvertida proibição de eletrônicos.

Autoridades europeias e norte-americanas disseram à Reuters que as companhias aéreas têm 21 dias para implementar triagem aprimorada para detecção de explosivos e 120 dias para cumprir outras medidas de segurança, incluindo rastreio aprimorado dos passageiros.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos