Facebook vence processo sobre rastreamento de usuários nos EUA

(Reuters) - Um juiz norte-americano rejeitou um processo em nível nacional acusando o Facebook de rastear a atividade de internet de usuários mesmo depois que eles se desconectarem da rede social.

Na decisão da última sexta-feira, o juiz Edward Davila, em San Jose, disse que os acusadores não conseguiram demonstrar que tinham uma expectativa razoável de privacidade ou que sofreram qualquer dano ou perda econômica "realista".

Os autores da queixa alegaram que a rede social violou leis federais e da Califórnia de privacidade e telefonia móvel, armazenando cookies em seus navegadores que rastreavam a visita de usuários a sites externos que continham o botão "curtir" do Facebook.

Mas o juiz disse que os acusadores poderiam ter tomado medidas para manter seus históricos de busca privados, e não conseguiram provar que a rede social interceptou ilegalmente ou acompanhou suas comunicações.

(Por Jonathan Stempel)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos