Proposta de bônus conversíveis da SK Hynix dificulta venda de unidade de chips da Toshiba

Por Se Young Lee e Kentaro Hamada

SEUL/TÓQUIO (Reuters) - A SK Hynix propôs financiar o consórcio escolhido como favorito na disputa pela unidade de chips de memória da Toshiba via bônus conversíveis, disseram duas fontes, colocando a empresa no caminho para ter uma participação acionária na segunda maior produtora de chips NAND do mundo.

Mas tal estratégia contraria afirmações da Toshiba de que a rival sul-coreana não teria ações ou influência na gestão da unidade de chips avaliada em 18 bilhões de dólares -uma demanda do governo japonês que deseja que o negócio permaneça sob controle do país, mantendo a tecnologia fora das mãos de rivais estrangeiros.

A possibilidade da SK Hynix deter ações também reforçaria a oposição por parte da Western Digital, parceiro de negócios da Toshiba na divisão de chips, que busca na justiça impedir qualquer acordo sem o seu consentimento.

A SK Hynix faz parte de um consórcio liderado pelo governo japonês, que também inclui a Bain Capital, que foi constituído no mês passado pelo Ministério de Comércio do Japão. Embora tenha o aval implícito o governo japonês, a estrutura incomum da oferta levantou dúvidas sobre a viabilidade do acordo.

"Novos detalhes surgindo na mídia como os bônus conversíveis sugerem que pode haver algumas falhas no esquema. A Toshiba agora deve explicar a estrutura exata", disse Masahiko Ishino, analista da Tokai Tokyo Research Center. "Chegar a um acordo agora parece difícil", acrescentou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos