Samsung lançará edição remanufaturada do Note 7 na Coreia a partir de 7 de julho

Se Young Lee

Em Seul

A Samsung Electronics anunciou no domingo que vai começar a vender uma versão remanufaturada do Galaxy Note 7 na Coreia do Sul em 7 de julho, que terá baterias diferentes das usadas inicialmente no modelo e que causaram relatos de fogo em alguns aparelhos no ano passado.

A Samsung informou que vai vender 400 mil unidades do modelo, chamado agora de Galaxy Note 7 Fan Edition, na Coreia do Sul. O preço será de 699.600 wons (611 dólares), cerca de 30 por cento menos que o preço de lançamento do Note 7 original.

A bateria dos novos modelos terá menor capacidade que a do original, mas passaram em novos testes de segurança implementados pela Samsung após a empresa fazer recall global do aparelho.

A Samsung, maior fabricante de smartphones do mundo em volume, foi forçada a interromper as vendas do Note 7 em outubro passado, cerca de dois meses depois do lançamento, por causa dos relatos de fogo causados por baterias produzidas por dois fornecedores diferentes. O episódio custou ao lucro operacional da Samsung mais de 5 bilhões de dólares e atingiu a imagem da companhia, algo que foi recuperado desde então com o bem-sucedido lançamento do Galaxy S8.

A companhia sul-coreana planeja fazer o lançamento do Note 8 na segunda metade de agosto, disse uma fonte à Reuters no mês passado.

A Samsung informou que vai decidir mais adiante se venderá o modelo remanufaturado do Note 7 em outros mercados, mas descartou planos de venda do dispositivo nos Estados Unidos ou Índia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos